domingo, 30 de novembro de 2014

NÃO HÁ COISA MELHOR DO QUE VIVER A VIDA COMO AGRADA




Estava andando pela rua
E ouvi relatos sobre mim:
“O cara mudou a vida sua,
Ele não andava tão assim,


Barbudo, sujo nem jururu.
Era bem visto no Distrito,
Cantinho de Pindobaçu,
Todos lhe achavam bonito.”





Então eu cheguei em casa
Com outro pensamento,
No banheiro tirei a barba,
É óbvio, em pouco tempo.


De fato, já fiquei diferente,
Não estava mais barbudo,
Me achei elegantemente,
Antes de transformar tudo.




Fui ao guarda-roupa feliz
Para escolher uma roupa,
Obviamente a que eu quis
Para me tirar a ideia louca.


Quando eu vestir a calça
E a camisa preta também,
Já fiquei repleto de graça
E me sentindo muito bem.





Calcei sapato marrom,
Certamente não era novo,
Porém, ainda estava bom
No contemplar do povo.


Daí aumentou bem mais
A minha amabilidade sim
Pela vida que me dá o Pai
Que sempre cuida de mim.




Coloquei uma boa gravata
Para ficar bem melhor
E todo mundo ter a graça
De me ver ao seu redor.


Coloquei óculos e chapéu
E ainda uma boa caneta,
Não parecia um tabaréu,
Mas um sábio do Planeta.




Quando saí na rua de novo,
Os mesmos que relataram
Comentavam para o povo:
“O cara! Não se cuidava


E agora ele só quer ser,
Parece até um Deputado...”
Então, o que eu posso fazer?
É viver a vida do meu agrado.


Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 

NOSSOS SENTIMENTOS POR CHAVES

Pesquisada no Google 30/11/2014


Com a informação que me cabe
Fazer uma sentimental poesia
Para os parentes do ator Chaves,
Que muda de vida neste dia,


Quero então comunicar bem
Que meu neto Brad Galvão
Lhe assiste muito também
Neste bom cantinho do sertão.


Chaves foi um grande ator
Que embeleza a nossa tevê.
Por isso escrevendo já estou
Para ao Senhor agradecer


Por sua existência no mundo.
Claro, agora ele nos deixou
E sentimos pesar profundo,
Seja feita a vontade do Senhor.


Então ficam os sentimentos
De Brad Galvão e dos amigos
Que durante todo seu tempo
Têm na tevê Chaves assistido.

Mário Querino – Poeta de Deus

Poeta Mário Querino 


  

EX-PREFEITO DE ANTÔNIO GONÇALVES VISITA O DISTRITO DE BANANEIRAS

Poeta Mário Querino e Ex-Prefeito Roberto 30/11/2014


Hoje à tarde encontrei
Um grande amigo meu
E ex-colega de Escola.
Claro, ele reconheceu


A minha pessoa sim.
Roberto já foi Prefeito
De Antônio Gonçalves,
Realmente, bem eleito


Em seus 2 mandatos.
É óbvio, seu sucessor
Também ganhou bem,
Pois a maioria gostou.


Roberto sempre foi
Uma pessoa especial,
Ele estudou comigo
Fazendo curso ginasial.


Foi lá pelos anos 70,
Quando tinha 14 anos,
Roberto era mais novo
Mas vivia me apoiando.


Pois sou de Bananeiras,
Ele de Antônio Gonçalves.
Sempre ia na casa dele,
Seus pais eram afáveis.


Me davam boa atenção.
Estudamos jutos 4 anos,
De 1977 até 1980.
Hoje estive conversando


Com Roberto, meu amigo
Que estudou no Colégio
5 de Julho, tempo bom,
Feliz e de muito privilégio.


Hoje o amigo Roberto
Visitou meu bom Distrito.
Tomou caldo de cana,
É muito bom curtir isso.


A engenhoca do amigo
Curió, todo domingo fica
Moendo cana na praça.
Por que você não visita


Para tomar o bom caldo
De cana desta região?
Faça como fez Roberto,
Visite-nos com satisfação.


Mário Querino – Poeta de Deus 

NÃO QUER SER VELHO, MORRA NOVO

Poeta Mário Querino 30/11/2014


Alguém perguntou:
“Você quer ser velho?”
Falei: Velho já sou
E ser mais eu quero.


Alguém comentou:
“Eu não quero ser,
Me livrai o Senhor,
De tanto sofrer!”


Então assim comentei
Diante do povo:
Uma solução achei,
É só você morrer novo...


Alguém ficou indignado
Com a minha sugestão.
Me olhou atravessado
E perguntou sem razão:


“É isso que você almeja
Para o seu amigo,
Que sempre dá mão
A este povo afligido?”


Então falei novamente
Diante de todo o povo:
Ignora ver essa gente,
É só você morrer novo.


Mário Querino – Poeta de Deus 

POETA MÁRIO QUERINO E NETO BRAD GALVÃO PASSAM A MANHÃ DE DOMINGO NA PRAÇA DO DISTRITO DE BANANEIRAS

Poeta Mário Querino - Foto de Brad Galvão 30/11/2014

O Poeta Mário Querino,
Fotografado com gratidão
Pelo inteligente menino,
Seu netinho Brad Galvão.


Seu ambiente foi a praça
Do Distrito de Bananeiras.
Brad Galvão com a graça
Fez tudo de sua maneira.


Poeta Mário Querino - Foto de Brad Galvão 30/11/2014

Mário Querino se sentou
No batente do cruzeiro.
Brad Galvão fotografou
Analisando tudo primeiro.


Brad Galvão registrou
Paisagens muito bonitas
Que o povo já observou
E muito contente fica.


Brad Galvão - Foto de Mário Querino 30/11/2014


Brad Galvão também
Posou contente na praça.
Seu avô usou muito bem
A mesma máquina


Pra registrar Brad Galvão
Que está muito feliz
Em nosso amado sertão,
Cantinho bom deste país.


Brad Galvão - Foto de Mário Querino 30/11/2014

Brad Galvão usou poses
Pra ser bem fotografado.
Ele usou tudo que pôde
Pra ficar de bom grado.


Assim Mário Querino
E Brad Galvão passam
A manhã de domingo
Contentes na boa praça.


Mário Querino – Poeta de Deus

Poeta Mário Querino - Foto de Brad Galvão 30/11/2014

DEVEMOS VIVER SEM DEPRECIAR AS PESSOAS

Poeta Mário Querino 30/11/2014


Claro, hoje é domingo,
Primeiro dia da semana,
Escreve Mário Querino
E aos amigos já manda.


Obviamente muito feliz
E com júbilo no coração.
Nota o que sempre quis
E exibe a esta boa nação.


Exibe também ao mundo
Que acessa a Internet
Com fé e amor profundo
Tudo que o povo merece.


É óbvio, coisa boa e legal,
Sem depreciar as pessoas
Que vivem em cada local
Fazendo suas coisas boas


Em prol dum mundo feliz
E repleto de harmonia.
Por isso o Poeta deste país
Já escreve bem sua poesia.


E posta ditoso na Internet
Para seus amigos e amigas
Que ao ler se enaltecem
E terão bom rumo na vida.


Mário Querino – Poeta de Deus 

sábado, 29 de novembro de 2014

QUEM AMA ENSINA O QUE PRATICA


Pesquisada no Facebook 29/11/2014

LEIA ESTE TEXTO: LIÇÃO DE VIDA
Um jovem foi se candidatar a um alto cargo em uma grande empresa . Passou na entrevista inicial e estava indo ao encontro do diretor para a entrevista final. O diretor viu seu CV, era excelente. E perguntou-lhe:
- Você recebeu alguma bolsa na escola? - o jovem respondeu - Não.
- Foi o seu pai que pagou pela sua educação?
- Sim - respondeu ele.
- Onde é que seu pai trabalha?
- Meu pai faz trabalhos de serralheria.

O diretor pediu ao jovem para mostrar suas mãos.
O jovem mostrou um par de mãos suaves e perfeitas.
- Você já ajudou seu pai no seu trabalho?
- Nunca, meus pais sempre quiseram que eu estudasse e lesse mais livros. Além disso, ele pode fazer essas tarefas melhor do que eu.
O Diretor lhe disse:
- Eu tenho um pedido: quando você for para casa hoje, vá e lave as mãos de seu pai. E venha me ver amanhã de manhã.
O jovem sentiu que a sua chance de conseguir o trabalho era alta!
Quando voltou para casa, ele pediu a seu pai para deixá-lo lavar suas mãos.
Seu pai se sentiu estranho, feliz, mas com uma mistura de sentimentos e mostrou as mãos para o filho. O rapaz lavou as mãos de seu pai lentamente. Foi a primeira vez que ele percebeu que as mãos de seu pai estavam enrugadas e tinham muitas cicatrizes. Algumas contusões eram tão dolorosas que sua pele se arrepiou quando ele a tocou.
Esta foi a primeira vez que o rapaz se deu conta do significado deste par de mãos trabalhando todos os dias para pagar seus estudos. As contusões nas mãos eram o preço que seu pai teve que pagar por sua educação, suas atividades escolares e seu futuro.
Depois de limpar as mãos de seu pai, o jovem ficou em silêncio organizando e limpando a oficina do pai. Naquela noite, pai e filho conversaram por um longo tempo.
Na manhã seguinte, o jovem foi encontra-se com o Diretor.
O diretor percebeu as lágrimas nos olhos do moço quando ele perguntou:
- Você pode me dizer o que você fez e aprendeu ontem em sua casa?
O rapaz respondeu:
- Lavei as mãos de meu pai e também terminei de limpar e organizar sua oficina. Agora eu sei o que é valorizar, reconhecer. Sem meus pais, eu não seria quem eu sou hoje... Por ajudar o meu pai agora eu percebo o quão difícil e duro é para conseguir fazer algo sozinho. Aprendi a apreciar a importância e o valor de ajudar a família.
O diretor disse:
- Isso é o que eu procuro no meu pessoal. Quero contratar uma pessoa que possa apreciar a ajuda dos outros, uma pessoa que conhece os sofrimentos dos outros para fazer as coisas, e que não coloca o dinheiro como seu único objetivo na vida. Você está contratado.
Uma criança que tenha sido protegida e habitualmente dado a ela o que quer, desenvolve uma mentalidade de "Tenho direito" e sempre se coloca em primeiro lugar. Ignora os esforços de seus pais.
Se somos esse tipo de pais protetores, estamos realmente demonstrando amor ou estamos destruindo nossos filhos?
Você pode dar ao seu filho uma casa grande, boa comida, educação de ponta, uma televisão de tela grande... Mas quando você está lavando o chão ou pintando uma parede, por favor, o faça experimentar isso também . Depois de comer, que lave os pratos com seus irmãos e irmãs. Não é porque você não tem dinheiro para contratar alguém que faça isso; é porque você quer amar do jeito certo. Não importa o quão rico você é, você quer entender. Um dia, você vai ter cabelos brancos como a mãe ou o pai deste jovem.
O mais importante é que a criança aprenda a apreciar o esforço e ter a experiência da dificuldade, aprendendo a capacidade de trabalhar com os outros para fazer as coisas.
(Tradução da postagem de Adri Gehlen Korb)

QUEM AMA ENSINA O QUE PRATICA


Chorei ao ler esta história.

Pois o meu pai era assim,

Tinha as mãos deste jeito

E pagava escola para mim.




Claro, com muito prazer.

Porque ele não queria

Me ver sofrendo assim

Como na vida ele sofria.




Meu pai era agricultor,

Não tinha nada de estudo,

Sempre na roça trabalhava,

Claro, fazendo de tudo.




Seu trabalho era árduo

E debaixo de sol e chuva.

Ele trabalhava bastante

Para manter, sem dúvida,




Sua esposa e seus 11 filhos.

Nesse tempo o Governador

Não nos dava Escola

Nem nunca lhe ajudou.




Mas meu pai lutava bem

Com dignidade e respeito,

Não pegava nada de ninguém,

Sempre foi bem satisfeito.




Foi criado sem mãe e sem pai,

Morreu com 87 anos de vida,

Sempre foi amigo de todos

Que vivem nesta terra querida.


Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino 



PARAR DE ESCREVER POR QUÊ?

Poeta Mário Querino 29/11/2014


Alguém solicitou pra mim:
“Para de escrever poesias.
Pois alguém já acha ruim
E pode tirar a sua alegria.”


Então eu contrapus bem:
Só posso parar de redigir
Se a Psicóloga e também
O Psiquiatra me pedirem.


Mesmo assim eles devem
Me explicar esse motivo.
Porque o Poeta escreve
Para as amigas e amigos.


Caso, a minha Psicóloga
E o meu bom Psiquiatra
Notarem que seja droga
Isso que o Poeta acha


Que vale a pena publicar,
Eles têm o direito sim
De pra mim isso decretar.
Senão, eu irei até ao fim.


Quem achar pesado isso
Que eu sempre escrevo,
Porque os meus escritos
Revelam o seu segredo...


Então meu caro amigo,
Não vou ficar sem redigir
Por causa do seu pedido.
Não obrigo você curtir,


Mas é bom você ler e ver
Se você está encaixado,
Para então compreender
Que tudo que faz é notado.


Mário Querino – Poeta de Deus 

SEM DOR E SEM MÁGOA

Poeta Mário Querino 29/11/2014


Na minha mocidade
Andei à-toa na cidade,
Sem um bom destino.
Sofri sem mãe, sem pai,
Vi a dor e tudo mais,
Mas o amor do Divino


É bem mais profundo,
Iluminou meu mundo
Mostrando-me saída.
Hoje tenho boa direção
E alegria no coração,
O melhor desta vida.

Eu andava nas sarjetas
Com ilusão na cabeça
E o egotismo também.
Achava que eu vencia
Sem o amor de Maria
Que hoje me faz bem.


Agora olho o mundo
Com o olhar profundo
E brilho no meu rosto.
Sigo a minha estrada
Sem dor e sem mágoa
E ainda bem disposto.


Mário Querino – Poeta de Deus 

PORNOGRAFIA E VIOLÊNCIA NÃO FAZEM PARTE DO MEU CONTEÚDO

Poeta Mário Querino 29/11/2014


Alguém me perguntou:
“Assistes filmes e vídeos
Na TV e no computador,
Sendo por Lei proibidos


Para menor de 18 anos?”
Respondi: Não sou besta
Pra ficar horas gastando
Energia e pôr na cabeça


Pornografia ou violência
Que só vêm me iludir.
Na minha boa existência
Isso jamais vai me influir.


Eu tenho um bom senso
E não uso o computador
Nem a TV no momento
Em que me apresentou


Um conteúdo e imagem
Que bem não me faz
E passa má mensagem,
Me envergonha demais.


Não passo um período
Gastando minha energia,
Vendo filmes e vídeos
De fereza e pornografia.


Mário Querino – Poeta de Deus