terça-feira, 25 de abril de 2017

RESUMO DO TEXTO TÓPICO FRASAL

Poeta Mário Querino 25/04/2017


O tópico frasal é a ideia nuclear
Do parágrafo, ou seja,
Uma espécie de resumo
Do ponto que se deseja.

A afirmativa ou negação
Que será bem seguida
De um fundamento coerente,
Dentro da expectativa.

O tópico frasal pode ser
Exibido de forma lícita,
Dentro dos procedimentos
Na redação cientifica.

Um parágrafo apresenta
Unidade de sentido
Em que se desenvolve
A ideia central do texto lido.

A partir da independência
Do grau de complexidade
Da ideia central de um parágrafo,
Precisa-se ter em mente o leitor e a unidade.

Os parágrafos de duas linhas,
O pensamento muito extensível
Dificilmente desenvolvem
Uma ideia satisfatória e cabível.

Aqui já tinha demonstrado
De diferentes formas,
O desenvolvimento de uma ideia,
Ora, dentro das normas.

A coerência de um texto
Se refere ao sentido
Da literatura para quem
Lê, ou seja, tem lido.

Existem operadores sim
Argumentativos que são
Subsídios que ajustam
Várias frases da coesão:

Adição ou continuação;
Além disso; ademais;
Não só... mas também.
Tudo isso sempre traz.

Um bom ajustamento
Para a ideia ficar boa.
Causa e consequência:
Como efeito, não à-toa,

Assim; portanto; logo;
Em razão de. E por fim.
Contraste e ressalva:
Salvo, porém, dentre outros assim.

Certeza: evidentemente
Certamente e muito mais.
Condição: caso, a não ser,
Ao menos que e ademais.

Isso faz a ideia ficar bem
E dá sentido ao texto em apreço.
Dúvida: possivelmente,
Talvez. Isso reconheço.

Esclarecimento: isto é,
Equivale a dizer,
Em outras palavras.
A ideia tende a desenvolver.

Relevância: em primeiro
Lugar, principalmente.
Com o uso das palavras
O texto fica inteligente.

Proporção: à medida que,
Ao passo que, podemos absorver.
Certamente isso vai
Somente nos enriquecer.

Intenção: com o fim de,
Com o intuito de, para.
Vemos que isso é sim
Uma coisa bem clara.

Resumo: Em síntese,
Em suma, em vista disso.
É fato muito essencial
E a coesão exige isso.

Semelhança: assim como,
De acordo com, por analogia.
A coerência e a coesão
Encaixam-se na poesia.

Imprevisto: inesperadamente.
Isso sempre acontece,
E vamos sempre notar,
Num texto que aparece.

Relação: imediatamente,
Após, às vezes, agora.
Isso sempre o autor usa
Ao escrever uma história âncora.

Retificação: aliás, ou melhor.
O autor precisa retificar
Para deixar o texto assim,
Bem redigido e fácil de degustar

A leitura de um texto bom,
Apresenta a Coerência e a coesão.
Por vários modos a coesão aparece
Como se vê na observação:

Coesão por referência:
Quando se faz citação
A um termo dito antes,
Evitando sua repetição.

Coesão por substituição:
Se dá pela colocação
De item no lugar de outro.
Substitui a expressão...

Coesão por elipse: quando
Se omite um termo,
Sem comprometer a clareza
Da ideia. Este é o segredo.

Coesão lexical: se dá através
Da repetição ou da mudança
De dada expressão por outra
De igual sentido, (semelhança).

Mário Querino – Poeta de Deus


POETA MÁRIO QUERINO FAZ CANTEIROS NA ENTRADA DO COLÉGIO MUNICIPAL DO DISTRITO DE BANANEIRAS



O Poeta Mário Querino
Faz uma obra contente
No cantinho nordestino
Pra alegrar muita gente.




Faz canteiros na entrada
Do Colégio Municipal,
Para deixar plantada
Planta bonita e especial




Que agrade bem mais
A frente do Colégio,
E todos olhem com paz
E tenham um privilégio.





Com mais um tempo
Tudo será mais florido,
E este estabelecimento
Será mais reconhecido.


Mário Querino – Poeta de Deus  

Poeta Mário Querino 25/04/2017

NÃO SE AJUDA VISADO RECEBER ALGO MELHOR

Poeta Mário Querino 25/04/2017


Alguém elaborou uma rifa
Em prol de alguém preciso.
Daí vendendo na rua fica
E compram seus amigos.


Um certo dia alguém foi
Oferecer ao Mário Querino,
Ele pegou o bilhete e depois
Explicou para o menino:


“Eu não quero bilhete.
Porém, quanto custa?
Tenho grande interesse
E sei que me desculpas


Por não querer bilhete.
Porém, ajudarei sim,
Espero que aceite
Esta quantia de mim.”


Daí o menino perguntou:
“Por que não vai levar
O bilhete do senhor?
O senhor não quer ganhar


O prêmio que será
Sorteado nesse dia?
Ele respondeu: “Vou ajudar  
Com prazer e alegria.


Se eu levar o bilhete,
Não estarei ajudando,
Estarei com o interesse
E não estou precisando.


Ora, venda a outra pessoa
Para aumentar mais,
A arrecadação seja boa
E esse prêmio que vai


Ser sorteado nesse dia,
Caia nas mãos de alguém
Com prazer e alegria,
De preferência a quem


Não tem esse objeto.”
O menino ficou ditoso,
O oferecimento foi certo
E exemplo para o povo.


Não é preciso rifar nada
Para arrecadar benefício.
A pessoa deve ser ajudada,
É o nosso compromisso.

Mário Querino – Poeta de Deus
  


D. SELINA E SEU CARRINHO DE PICOLÉ

D. Selina 25/04/2017


Indo pela Rua São José
A nossa amiga Selina
E seu carrinho de picolé,
Os meninos e meninas


Compram todo dia
Nessa rua do Distrito.
D. Selina com alegria
Faz seu trabalho lícito.


Os meninos e meninas
Compram o bom picolé
Da nossa amiga Selina,
Na ilustre Rua São José.


Adultos vão comprar
Picolé de D. Selina.
É o melhor do lugar,
Os meninos e meninas


Dizem: “Picolé gostoso.”
Espere D. Selina passar,
Ela atende bem o povo,
Não deixe de comprar


O picolé de D. Selina.
Tem sabor almejado,
Os meninos e meninas,
Tudo isso têm falado.


Mário Querino – Poeta de Deus

Poeta Mário Querino 

O BOM SERVIDOR CHEGA ANTES PARA EXAMINAR O SEU SETOR DE TRABALHO



Hoje, eu, ao chegar
No setor de trabalho,
Comecei a molhar
As plantas, atalho


De fé e esperança
Em findar o horário.
Lidei com segurança
E fiz o necessário.


Até aqui o Senhor
Tem me ajudado,
Eu dou muito valor
E fruo do resultado.


Claro, aproveito bem
O que tenho recebido,
 E agradeço também
Ao Papai querido.


O mais interessante
E cheio de satisfação,
É o jardim elegante
Que alegra o coração.


Por isso chego 1 hora
Antes de iniciar o trabalho.
Pois servidor bom ora
Ao percorrer seu atalho,


Examina todo o setor
Antes de pôr a sua mão
No utensílio que o Diretor
Lhe dá a boa permissão.


Se houver algo estranho,
Passa para o Diretor,
E mostra o tamanho
Do mal que encontrou.


Daí procura ajudar sim
Resolver o problema,
E continua até ao fim
Lidando sem contendas.


Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 25/04/2017

NASCEU AGORA A POUCO O MENINO BERNARDO PARA A ALEGRIA DO DISTRITO DE BANANEIRAS

Distrito de Bananeiras 25/04/2017

   
Bernardo ditoso da vida,
Nasceu com paz, amor e fé.
Neto de João e Maria Nilza,
Filho de Tailane e João José.


É um bananeirense amigo
Que veio para somar,
Todos estão agradecidos,
Por Bernardo vamos orar


Para Deus iluminar a vida
Que ganhou neste sertão,
Alegrar a Vovó Maria Nilza
E também ao vovô João.


Trazer ao papai João José
Um prazer neste mundo,
E a mamãe Tailane, com fé
Ter um amor profundo.

Mário Querino Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 
  


POESIA É VIDA E UMA FONTE INESGOTÁVEL

Poeta Mário Querino 25/04/2017



Hoje me acordei as 4 horas,
É claro, da madrugada.
O coração disse: “E agora,
Ainda você não tem nada


Para redigir no momento?”
Abaixei a cabeça e pensei:
Não chegou ainda o tempo.
Então me ajoelhei e orei


Claro, com muita satisfação.
Quando terminei de orar,
Logo me veio a inspiração
E comecei com fé a digitar.


Não quis escrever sonhos,
Nem o que eu não faço,
Porém, hoje me proponho
Escrever o que eu acho.


Certamente ontem dormi
Muito cedo da noite sim,
Eu nem sei o que eu senti,
Pois nunca veio a mim


Uma vontade de dormir
Assim tão cedo da noite.
Contudo, hoje já percebi
Que foi um grande açoite


Que o sono me deu sim.
Mas tudo bem, este dia
Já trouxe graças pra mim
E já escrevo esta poesia.


Quem sabe, no decorrer
Do dia de terça-feira,
Contente eu venha fazer
Mais aqui em Bananeiras!


Daqui a pouco vou lidar
Com muita satisfação,
Se Deus quiser me dar
Mais almejo e inspiração,


Eu escreverei poesias
Para postar na Internet
E o povo ler com alegria,
Pois este povo merece.


Mário Querino – Poeta de Deus