domingo, 31 de março de 2013

DEDICATÓRIA AO AMIGO JAILTON VIEIRA




Hoje eu senti um prazer
De redigir uma poesia
Ao amigo conterrâneo
Do cantinho da Bahia.


É com orgulho que eu
Recebo estas palavras
Inspiradas por Jesus
E por mim rabiscadas.


Seguramente tocarão
No coração de Jailton,
Que é varão de família
Amada por Jesus Cristo.


Hoje tenho a satisfação
E causa de fazer poesia
Para oferecer ao Jailton
Que nos enche de alegria.


Não sou um intelectual
Para expressar melhor,
Mas como sou modesto,
As que estão ao redor


Transformo-as em versos
E ofereço ao amigo Jailton,
Obviamente toda palavra
Que agora tenho escrito


Vai lhe trazer no coração
Um orgulho profundo,
A ponto de agradar bem
E comover todo mundo.


Deus tem mostrado tudo
Ao amigo Jailton Vieira,
Que atende bem o povo
Do Distrito de Bananeiras.


Por isso estou escrevendo
Esta poesia de coração,
E ofereço ao amigo Jailton
Que nos dá boa satisfação.


Deveria escrever melhor,
Contudo, fiz o que pude,
O que sentiu meu coração
De acordo minha virtude.


Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino 

NÃO DEVEMOS TEMER A VIOLÊNCIA

Pesquisada no Google 31/03/2013



Hoje falamos em violência,
Ação que todos têm medo,
Às vezes perde a paciência
Antes de refletir o segredo.



Pesquisada no Google 31/03/2013


Se formos fazer um estudo
Descobriremos a realidade
E claro, a razão disso tudo
Que sofre a humanidade.


Pesquisada no Google 31/03/2013


Você acha que há violência
Pior do que moto correndo
150 km/h? Quem pensa,
Percebe o povo morrendo


Pesquisada no Google 31/03/2013



Por meio dos transportes.
Quando a pessoa mata outra
O transporte causou a morte
De milhares nessa via louca.


Pesquisada no Google 31/03/2013


Ao entrarmos num avião
Já encontramos 300 pessoas,
Sentimos dentro do coração
No momento em que ele voa:



Pesquisada no Google 31/03/2013


“Se o avião cair destrói vidas
Mais do que o mal na cidade.”
A violência é aparecida
Em lugar de intelectualidade.


Pesquisada no Google 31/03/2013

Não devemos temer a violência,
Devemos aprender a conviver
No meio onde ela frequenta
E nos faz vítimas sem querer.


Pesquisada no Google 31/03/2013


Ninguém escapa da morte,
É a sentença que todos têm.
O mais violento é o transporte
Que nos leva e nos traz também.


Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino 

QUEM NÃO DEVE NÃO TEME

Poeta Mário Querino 31/03/2013



Por acaso eu citei o seu nome?
Falaste: “Quem manda aqui sou eu,
E não está nada ruim
Neste amado Distrito meu?”


Se não citei o seu nome na poesia
E também não falaste nada disso,
Estás realmente se entregando
E todos creem em meu escrito.


Obviamente você não me falou:
“Quem manda aqui sou eu.”
Contudo, escrevi bem inspirado,
Estes singelos versos meus.


Quando não falo nem faço algo,
E alguém comenta sobre isso,
Com certeza ficarei tranquilo
Com os meus amigos do Distrito.


Seja mais inteligente meu amigo,
Estude bem uma poesia e reflita,
Para não se sentir tão injuriado,
É uma arte de um bom artista.


Se não falaste nada disso amigo,
Nem o Poeta citou o seu nome,
Estás realmente se entregando,
Então sustém firme, seja homem.


Não penses tão acriançado assim,
Mesmo sendo ditador no Distrito,
O seu amigo Poeta Mário Querino
Não abafa os seus versos bonitos.


Se cortares minhas mãos amigas,
Contratarei um bom digitador,
Para escrever as minhas poesias,
Se cortares minha língua eu vou


Aprender a escrever com o pé,
Se cortares meus pés usarei bem
As palavras no meu pensamento
E serão transferidas para alguém.


Se estorvares meu pensamento,
Crerei que és dono de tudo isso
E tem a razão de fazer o que faz
Com o povo deste nosso Distrito.


Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino 

sábado, 30 de março de 2013

AGORA A CHUVA CHEGOU AO DISTRITO DE BANANEIRAS




Agora a pouco caiu uma chuva boa
Que testou a minha encanação,
Ainda está caindo uma chuvinha
Para alegrar a todos nós do sertão.


Esta chuva chegou aqui de repente,
Ninguém estava esperando agora,
Estava muito quente este dia
Mas a chuva chegou à boa hora.




Minha encanação está jogando
Água na caixa que está no chão,
Já bombeei para a caixa do banheiro,
Agora vou encher com satisfação


Os baldes e também o tambor.
A chuva ainda continua feliz
Para provar a boa encanação
Que muito contente eu fiz.


Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 

MEMÓRIA DE JUDAS NO DISTRITO DE BANANEIRAS

Pesquisada no Google 30/03/2013



Quando eu era um jovem
No Distrito de Bananeiras,
Todo sábado de aleluia
Tinha muitas brincadeiras.


Tinha a boa roça de Judas
E também muitos caretas.
A noite era bem divertida
Quando Seu Raul lia o deixa.


Todo mundo achava bom
A maneira que Seu Raul
Lia o trovado testamento
No cantinho de Pindobaçu.


O povo se concentrava bem
Na famosa Praça da Igreja.
Onde o povo ouvia contente
E recebia o que Judas deixa


Para os amigos de Bananeiras.
É óbvio, vou citar algo sim:
“Para o João deixo meu sapato
E minha roupa para o Joaquim.


Meu chapéu para o Pedrinho,
A minha cueca para o Matias
E a minha famosa caneta
Deixo para Mário fazer poesias.”


Era um dia de muita festa
No Distrito de Bananeiras,
Durante o dia tinha caretas
E a noite a região inteira


Vinha para a Praça da Igreja
Para assistir a queima de Judas.
Era um movimento grande
E também um Deus me acuda.


Todos queriam ver de perto
E aumentava mais a confusão,
Todos queriam ter a herança
Entre os seus amigos e irmãos.


Hoje tudo isso já foi mudado,
Ninguém tem mais criatividade,
Todos só visam lucro próprio
E não investem na Comunidade.


Mário Querino – Poeta de Deus 


Poeta Mário Querino 

sexta-feira, 29 de março de 2013

NO BRASIL AINDA HÁ DITADURA

Poeta Mário Querino 29/03/2013



Quando a coisa vem grátis
Para uma pobre população,
Quem achar ruim que ache,
Obviamente fica nas mãos


De quem acha ter o poder.
A água não vem à torneira
E todos têm que se conter
No Distrito de Bananeiras.


Porque alguém diz assim:
“Quem manda aqui sou eu,
E não está nada ruim
Neste amado Distrito meu.”


Mário Querino – Poeta de Deus 

O LABOR FAZ PARTE DA VIDA DOS INTELIGENTES

Família do Poeta Mário Querino - Distrito de Bananeiras 29/03/2013



Ao chegar o final da sexta-feira,
Eu e minha família temos o prazer
De cantar no Distrito de Bananeiras
Para todo mundo ouvir e aprender:


"Graças ao Senhor Jesus Cristo,
Porque esses dias vão chegar,
Graças ao Senhor por tudo isso,
Pelo gosto de agradecer e louvar." 


Então no domingo já à tardezinha,
Eu e minha família já cantamos
Outra diferente musiquinha
Em nosso amado cantinho baiano:


"Graças ao Senhor Jesus Cristo,
Agora, realmente, tudo vai mudar,
Porque amanhã com capricho
E amor nós voltaremos a trabalhar."


Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino 

DIA SANTO PARA A GENTE




Hoje o céu está nublado
Completamente cinzento,
Está um dia bem gostoso
E está agradável o tempo.


A brisa sopra suavemente,
O sol ainda está encoberto,
Porém pode até aparecer
E a gente vê-lo de perto.




Hoje é sexta-feira sim,
Um dia santo para a gente,
Quer dizer, assim eu penso,
Mas todos são diferentes.






Hoje está sendo um dia bom,
Dia de paz e tranquilidade.
Por isso vivo bem contente
E repleto de felicidade.


Mário Querino – Poeta de Deus 


Poeta Mário Querino 

quinta-feira, 28 de março de 2013

NÃO IMPORTA A FEIURA

Poeta Mário Querino 28/03/2013



Alguém disse: “Os dentes extrairei
E minha boca vai ficar banguela,
Todo mundo vai comentar, eu sei,
Mas é assim que quero deixar ela.


Vou mostrar para todo mundo
Que na vida tudo pode acontecer,
Não devemos ter apego profundo
Nem nas coisas que nos traz prazer.


Se a beleza está nos bons dentes,
Vou mostrar ao mundo inteiro
Que sou um varão diferente
E meu apego é de fato passageiro.


Sei que todo mundo vai falar mal
Da minha boca assim banguela,
Contudo o meu profundo ideal
É fazer uma história sobre ela.


Porque eu vou mandar escrever
E quero ler algo muito fabuloso,
Todo mundo vai agora perceber
Este fato assim preconceituoso.


O importante é viver bem feliz
Por isso eu mandarei arrancar
E obviamente todo mundo diz
Que muito feio eu vou ficar.


Contudo, não importa a feiura
Que eu no mundo vou ter,
Sei que o Poeta tem a ternura
E com carinho possa escrever


Sobre a minha boca banguela,
Quando todo mundo comentar
Mandarei colocar dentes nela,
E então, muito bonito vou ficar.”


Mário Querino – Poeta de Deus 

PASSE DO MAL PARA O BEM

Pesquisada no Google 28/03/2013



A simplicidade faz parte
Da vida de um inteligente,
Quem ama terá destaque
Dentre esta boa gente.


O Senhor me dá os dons
Para eu viver a minha vida.
Por isso eu acho bom
Está entre amigos e amigas.


Então uma boa Páscoa
Para todos os meus colegas,
E tenha uma grande graça
Quem este chocolate pega.


Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino 

quarta-feira, 27 de março de 2013

POETA MÁRIO QUERINO ESPERA MAIS A CHUVA DO QUE ÁGUA NA TORNEIRA DE SUA CASA




O Poeta Mário Querino esperou
Uns 15 dias chegar água em casa,
E quando chagou foi fraquinha
Que não aparou quase nada.








E para realizar uma encanação
O Poeta investiu hoje R$ 100,00,
Para esperar a água da chuva
Que mais esperança lhe traz.





O Poeta colocou um registro
No cano que desce a água da calha.
Para quando a chuva chagar
A água seja desviada sem atrapalha.





Então o Poeta levou um cano
Em direção ao fundo de sua casa,
Onde é bem encostado na parede
E não toma o espaço de nada.





Obviamente o Poeta amarrou bem,
A ponto de o cano ficar firmado.
Para quando a chuva chegar aqui
O longo cano não seja desabado.







Depois de tudo já pronto o Poeta
Fez um teste com muita precisão.
Pôs um balde de água no telhado
Para ver se estava boa sua invenção.






Realmente a água caiu lá na caixa,
O Poeta louvou ao Senhor Deus,
E agora espera uma boa chuva
Neste sofrido Distrito, lugarejo seu.


Mário Querino – Poeta de Deus 


Poeta Mário Querino