Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

INCRÉDULO NÃO DÁ O BRAÇO A TORCER QUANDO DEUS FAZ MILAGRES

Imagem
Ouvindo os comentários, Cada qual do seu jeito, Eu vejo que é necessário Vivermos mais satisfeitos.

Sei que todo mundo fala Segundo o seu parecer. Mas na hora não declara A maneira e grande saber

De se sair e livrar o outro Da inesperada morte. Quando Deus dá o gosto De alguém ter a boa sorte

De se escapar, o cientista Não ver que foi milagre, Em milagre não acredita E explica que alguém sabe

Precaver-se da inesperada Morte que vem na hora Que Deus faz a chamada Para a pessoa ir embora.

Deus pede para ficarmos Sempre preparados, Pois na hora do chamado Nada será nos lembrado.

Ainda que esteja na Igreja, Na hora de uma aflição, A vida por mais que esteja... Não se lembra duma ação.

Por exemplo, se ocorrer Tiroteio defronte a Igreja, Quem terá o saber De usar algo que proteja

A sua vida? Claro, sairá Correndo e atropelando Tudo o que encontrar,

SEJA BEM-VINDO DOIS MIL E DEZESSETE

Imagem
Chegando o final do ano De dois mil e dezesseis, Fico no cantinho baiano Esperando mais uma vez

Um novo ano me chegar. Ora, dois mil e dezessete, Com fé eu quero abraçar. Sei que o Senhor oferece

Tudo de bom para nós, Basta buscarmos com fé, E ouvir a sua suave voz. Sei que Jesus de Nazaré

Recomenda-nos ao Pai, E para chegar até Deus, Devemos aumentar mais A nossa fé no nome seu.

Temos tudo para receber O ano com alegria. Basta todo mundo fazer As coisas com harmonia

E permanecer até ao fim. Ao pensarmos no bem, Resistimos o que é ruim E esperança todos tem.

E dois mil e dezessete Será feliz e bem-vindo, Tanto vocês merecem Como o Mário Querino.

Mário Querino – Poeta de Deus


CABEÇA NÃO FOI FEITA PARA O CHAPÉU, MAS O CHAPÉU PARA A CABEÇA. ENTENDAM ISSO DOUTORES, TIREM O CHAPÉU E PENSEM NO MELHOR

Imagem
A Mula Sem Cabeça É uma antiga lenda, Mas há no Planeta O grande problema:
Homens sem cabeça Ou tem só pra chapéu. Eu vivo neste Planeta E me acho tabaréu,
Porém, não quero ser Certo tipo de doutor Que todo mundo vê. Um analfabeto eu sou,
E você pode perguntar: “Como se põe a redigir Este texto que já está Bem circunspeto aqui?”
Respondo: Analfabeto Na área da injustiça E entre os espertos Que sopesando ficam
Para fazer algo careta. Quero ser tabaréu, E não utilizar a cabeça Só para pôr o chapéu.

Mário Querino – Poeta de Deus 

“NÃO ADIANTA MADRUGAR SE A NOITE É DE ESCURO”

Imagem
A minha mãe já me dizia: “Quando a noite é de escuro, Não adianta madrugar.” Hoje em dia eu procuro

Entender o fato e conviver Com os problemas da vida. Não ponho culpa em nada Se a coisa for malsucedida.

Um adolescente apressado Não quis esperar o ônibus Que sairia uma hora após, De bicicleta seria cômodo.

Daí faltando uns minutos, O pneu estourou sem nada Tocar-lhe, e o adolescente Voltou na hora marcada

Com a bicicleta no ônibus. Se ele não fosse teria sim Que no ombro levá-la, Desta maneira seria ruim.

De quem foi essa culpa? Não adianta madrugar Se a noite é de escuro, Tudo vem sem marcar

Tempo. Quem iria viajar Ciente que o avião cairia? Garanto que iria ficar sim Sem o troféu nesse dia,

Mas não pegaria o avião. Pois ninguém é besta, Para ter a plena certeza E não afastar da cabeça

A ideia de querer coisas, Sabendo que vai morrer.

POETA MÁRIO QUERINO ENTRA DE FÉRIAS DO CURSO DE TEOLOGIA

Imagem
Agora já quero agradecer Por este tempo passado Com satisfação e prazer E com os irmãos ao lado.

É motivo de muita alegria Estar com meus irmãos Neste Curso de Teologia, Para assumir uma missão

Que Jesus Cristo ordena: “Ide por todo mundo, Pregai nas casas e tendas Com fé e amor profundo.”

Mas como estamos indo  E vamos vir no outro ano, Já estou agora sentindo Uma falta e já pensando

Em regressar com alegria A esta animada sala Para aprender a Teologia E compartilhar minha fala.

Então um próspero ano Repleto de paz e amor, Em cada cantinho baiano Abençoado pelo Senhor.

Até o ano que vem colegas E professores também. O meu coração carrega A saudade que todos têm.

Mário Querino – Poeta de Deus 

O MUNDO PROCURA SE JUSTIFICAR E INDAGA: “POR QUE OCORREU ISTO?”

Imagem
O mundo ainda quer Explicar com dureza E sem manter sua fé. Acha que a Natureza

Não age no Sistema. Vive se justificando Diante de problema Que está causando

A tristeza no mundo. O homem faz algo Com saber profundo E por se julgar sábio,

Deus lhe revela que é Efêmero e permanece Só aquele que tem fé. O homem se enaltece,

Mas o trajeto no trilho De pouco a pouco Vai ficando sem brilho E perdendo seu gosto.

E por que se exaltar, Se tudo é passageiro E nada disso vai levar, Ainda tendo dinheiro?

Não custa nada ser Gente amável e justa, E ainda reconhecer Que a fleuma pública

É o essencial no lugar. O sábio, o inteligente E quem no poder está, Deveria ser consciente.

Vejo que Jesus Cristo Como Filho de Deus, Não quis falar isso: “Sou bom.” Agora, eu

TODOS PRECISAM PASSAR POR UM PROCESSO

Imagem
Tudo hoje em dia é processo, É processado até por besteira. Alguém com sorriso disperso Disse ao Poeta de Bananeiras:

“E se eu agora lhe processar, O que será de você, ó Poeta?” Então o Poeta pôde replicar: Que seja processado na certa,

Preciso ter processo no viver. Porque quero ser mais sabido, Mais inteligente e ainda obter Força, mais fé e bom sentido.

Se Deus não fizer o processo, Eu vou ficar cada vez mais Andando ingênuo e disperso De coisa boa que a vida traz

Para um homem que passou Por bom processo no viver. Se não for processado o valor Perde a essência e o prazer.

Como você quer me deixar Após passar pelo processo? Claro, preciso de vida mudar, Então, agora, eu já lhe peço

Que use esse processo sim, Para me deixar mais sabido, E mais inteligente até ao fim, Caso, você possa, ó amigo,

Fazer esse processo na vida Do Poeta de Deus, E trilha seja bem-sucedida Durante todo o viver seu.”

Mário Querino – Poeta de Deus

POETA MÁRIO QUERINO PINTA A CASA DE D. MARIA JOSÉ DEIXANDO COR DE LIMÃO PARA RECEBER 2017

Imagem
O Poeta Mário Querino Deu uma nova visão Na casa de D. Maria José, O seu amor de coração.

Antes era cor de laranja, Mas agora sua intenção É deixar com novo astral, E já bota a cor de limão.



É óbvio, ficou muito boa E também bem bonita. Na visão do Poeta ficou Como obra de bom artista.

A cor de limão combinou Com a cerâmica de roda pé. O combinar encantou bem O coração de D. Maria José.

Mário Querino – Poeta de Deus 


NÃO DEMOS BRECHA AO DIABO

Imagem
Breve estarei de férias, Quer dizer, no meu setor Educativo onde trabalho. Porém, trabalhar eu vou

Fazendo algo diferente. Eu só não posso deixar A mente desocupada Para o Diabo não usar

E fazer suas besteiras. Ora, sentirei saudades Dos colegas e alunos Desta nossa entidade.

Mas sempre cuidarei Do nosso lindo jardim. Pois as lindas plantas Vão precisar de mim.

Ora, estarei de férias, Todavia o jardim não. Por isso eu preciso ir Cuidar com satisfação,

Pra quando recomeçar O nosso bom trabalho, Tudo já esteja bonito E o nosso bom atalho

Continue coruscante No olhar dos colegas, Dos alunos e deste povo Que o labor nos entrega.

As férias são dias bons Para descansar a mente, Mas gosto de trabalhar, Em algo continuamente.

Não dou brecha ao Diabo Pra ele não me ganhar E querer que eu seja sim O seu aliado neste lugar.

Por isso a minha mente Deve estar sempre cheia De atividades no Distrito. Não insinuo a vida alheia,

DISTRITO DE BANANEIRAS 28/11/2016

Imagem
Meus ternos amigos, Não acham que seria Um tempo perdido, Deixarem por uns dias

De terem o Certificado De um Curso Federal? Estão precipitados? Não é tudo o “Real”.

O dinheiro vem e vai E o Diploma perdido Não voltará atrás, Ficarão arrependidos.

Ora, não se preocupem Com o trabalho agora, Deus diz: “Amigos, escutem, O seu virá sem demora.”

Ora, persistam no estudo Sem esta preocupação, Essa ideia é um absurdo, E tira a boa progressão.

Não visem vida financeira, Sem o saber, isto passa E terão na vida inteira Um viver sem a graça.

Se eu tivesse o estudo Eu seria bem diferente, Hoje vemos conteúdo Que entristece a gente.

A herança que meu pai Deixou para mim, O que de bom me traz? Conflito e tudo em fim.

“Comprai a sabedoria E não a venda.” E por poucos dias... Agora me entendam