terça-feira, 30 de junho de 2015

O PASSADO NÃO VOLTARÁ, MAS TRAZ LEMBRANÇAS

Maria José 30/06/2015


Ouvindo várias músicas
Da época da juventude,
Claro, o coração busca
Uma paixão com virtude


E ainda boas lembranças.
Isso faz voltar ao passado,
É óbvio, a minha infância
Quando tinha bom grado


De ouvir as canções boas
Que todo mundo ouvia
E se entusiasmava à-toa,
Se cativando com alegria.


Esse tempo não voltará,
Porém a marca boa ficou.
Agora, tudo faz lembrar
E me preencher de amor,


De paixão por Maria José
Que também ouvia estas
Músicas que ainda quer
Ouvi-las ao lado do Poeta.



Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 



segunda-feira, 29 de junho de 2015

FOGUEIRA DE SÃO PEDRO NA CASA DE PEDRO CONCEIÇÃO (PEDRO CEARENSE)



Hoje à noite foi acesa
A fogueira de São Pedro
Na casa de meu sogro,
Neste amado lugarejo


Hoje o meu sogro faz
Comemoração 2 vezes,
Dia de São Pedro e ainda
O Aniversário que fez.


Na casa de meu sogro
Teve o caldo de aipim,
Teve um bolo também,
E a usual fogueira sim.


Algumas pessoas amigas
Vieram comemorar
O Aniversário de Pedro
E boa-sorte lhe almejar.



Mário Querino – Poeta de Deus

Pedro Cearense e Poeta Mário Querino 29/06/2015

PARABÉNS PARA PEDRO CONCEIÇÃO (PEDRO CEARENSE)



Hoje, dia de São Pedro,
Meu sogro já completa
73 anos, nosso lugarejo
Hoje há motivo de festa.




O Poeta Mário Querino
Posou ao lado do sogro,
No cantinho nordestino,
Onde Pedro festeja novo...




Claro, Altamira Galvão,
Minha querida sogra,
Posa com Pedro conceição
Felicitando idade nova.





Esposa, filhas, nora, neto
E também um sobrinho,
Posaram com sucesso
E demonstrando carinho.




Edilson também posou
Com seu querido papai
Que hoje já completou
73 anos de vida em paz.





Lucinha, Edilson e Pedro
Fizeram uma pose pra ser
Fotografados no lugarejo
Que alegres podem viver.



Mário Querino – Poeta de Deus

Poeta Mário Querino 

PARE UM POUCO E REFLITA

Poeta Mário Querino 29/06/2015


Tem gente que fica
Se humilhando sim,
Pra ver se conquista
Cargo bom ou ruim


Pra receber dinheiro.
Faz promessa a Deus
E ora o tempo inteiro
Em prol do cargo seu.


O patrão ao perceber,
E pra ficar livre do tal,
Contrata pra algo fazer
Numa empresa estatal.


Na verdade o cara fica
Trabalhando com gosto,
Recebe sua grana lícita,
Após vai dar aos outros


Numa banca de sinuca,
De dominó e de cerveja,
Ou acha que se lucra
Com mulher que beija,


Abraça e lhe toma tudo.
Onde eu quero chegar?
Estou fazendo o estudo
Pra depois eu mostrar...


Eu acho isso algo fugaz
E correr atrás do vento.
O sabido jamais isso faz,
Pois é perda de tempo


Passar um mês inteiro
Dando o duro sim,
Após ganhar o dinheiro
E vim comentar a mim:


“O meu salário é pouco
Não dá pra fazer nada.”
Falo: Você dá aos outros,
É óbvio, de mão beijada.


Mário Querino – Poeta de Deus


SEM JESUS CRISTO NADA CONSIGO FAZER

Poeta Mário Querino 29/06/2015


Tem gente que fala
Que não há milagre,
Tudo vem às claras.
Meu coração declare


Tudo que faz aqui
Em nome de Jesus.
Quando vou concluir
Algo Deus conduz


O meu pensamento,
Claro, me dirige bem,
E tudo no momento
Uma facilidade tem.


Alguém pode explicar:
“É uma coincidência,
É tentativa sem parar,
Pois faz quem tenta.


Tudo vem por acaso,
Nisso não há suspeita.
Mesmo tendo atraso
As coisas serão feitas.”


Então assim comento:
Quem quiser que ache,
Que seja algo do tempo,
Mas Jesus é o destaque


Em tudo que vou fazer.
Hoje, o meu filho Acaz
Pôde então perceber
Que tudo o Senhor faz


Em nome de Jesus Cristo.
Então ele tentou, tentou
E eu perguntei só isso:
De Jesus você lembrou?


Então quando eu tentei,
Estava tão fácil, amigo
Que nunca imaginei
Deixar tudo resolvido


Como hoje eu deixei
Em nome de Jesus Cristo!
Foi por acaso? Não sei.
Foi coincidência tudo isso?


Não sei. Sei que lembrei
Do Senhor Jesus Cristo
E tudo de bom realizei.
Sempre tenho feito isso


E tudo dado certo, irmão.
Quem quiser achar, ache
Que seja uma superstição,
Mas Jesus é o meu realce.




Mário Querino – Poeta de Deus  

QUAL É O SENTIDO DAS FESTAS JUNINAS NOS TEMPOS ATUAIS?

Poeta Mário Querino 29/06/2015


Terminando as festas
Juninas no meu sertão,
Agora observa o poeta
Com muita precisão.


Na minha adolescência
Tudo era sim diferente.
Hoje o povo já pensa
E é de tudo consciente.


Mas não ver que a festa
Junina é feita com forró
E não com uma seresta
De romântico ou melhor,


De apaixonado. Isso faz
Perder a boa essência
E o sentido que nos traz
As festas de tendências


Junina ou voltadas sim
Aos Santos devotados.
Isso é brusco para mim,
Aprecio forró do passado.


Pois essas músicas atuais
E tocadas fora de tempo,
Se tivessem noção os pais
Não usariam nem dentro


Do seu quarto trancado,
Imagina num Distrito
Onde há criança do lado,
Jovem e ancião vendo isso


E ouvindo estas maldades.
Contudo, é como se diz:
“Vivemos na modernidade
E tudo é liberado no país.”


No meu pequeno Distrito
Tinha carros com alto som,
Não tocando forró bonito
Mas algo que não foi bom


Para pessoas de respeito.
Não tinha nada a ver
Com a festa, mas o direito
Deixou tudo isso acontecer.



Mário Querino – Poeta de Deus

domingo, 28 de junho de 2015

VIVEREI SÓ PRA TE AMAR

Poeta Mário Querino 28/06/2015


Se você ficar comigo
Lhe darei o que quiser,
Serei o seu marido
E você minha mulher.


Se você ficar comigo
Farei tudo por você,
Criarei um paraíso
Para você nele viver.


Se você ficar comigo
Darei o meu coração,
Seu amor será nutrido
De prazer e paixão.


Se você ficar comigo
Você terá boa vida,
Serei seu bom amigo
E você minha querida.


Se você ficar comigo
Lhe darei o que desejar,
Se você ficar comigo
Viverei só pra te amar.



Mário Querino – Poeta de Deus  

DOMINGO NO DISTRITO DE BANANEIRAS



Hoje o Distrito de Bananeiras
Está recebendo uma garoa,
O Bar do saudoso A. Pereira
Já está repleto de gente boa.


Todo mundo gosta de ficar
Passando o dia de domingo
No famoso e velho Bar
Do pai de Mário Querino.


Antônio Pereira já morreu
E foi para outra Dimensão,
Mas o Bar do Distrito seu
Ficou com o meu irmão.


Porém, temos uma alegria
No Distrito de Bananeiras,
Ainda não tendo neste dia
Meu saudoso pai A. Pereira.



Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 

QUEM JÁ PÔDE FUGIR DA MORTE?

Pesquisada no Google 28/06/2015


Tem gente que quer justificar
A causa duma devida morte.
Porém a morte sempre estar
Atuando com fé e bem forte.


Os exímios dizem que o cinto
É algo indispensável no carro.
Porém, eu falo muito distinto
Que acidente não é algo raro.


Sempre isso vem ocorrendo
Nas estradas deste mundo.
Anos atrás eu já estive vendo
Um livramento num segundo.


Então, uns conterrâneos meus
Foram fazer uma boa viagem,
Quando retornavam sucedeu
Uma violenta capotagem


Do carro que eles andavam.
Na verdade, não houve vítima,
Pois com o cinto não estavam
E os dois voaram lá na pista.


O carro subiu numa árvore
E uma galha grossa quebrou
E numa situação grave
A ponta naquele carro entrou.


Justamente no banco traseiro
Onde vinham dois distraídos,
Aqueles dois companheiros
Que na pista ficaram caídos.


Se estivessem com o cinto,
A ponta daquela galha teria
Enfiado neles. Então distinto
Eu falo: Só morremos no dia


Determinado pelo Senhor.
Não medra Cientista inventar
Uma desculpa para tirar a dor
De quem vê vivente se acabar.


Eu já tenho 53 anos de idade,
Não vi alguém fugir da morte,
Seja bom, ou tenha maldade,
Seja fraco, ou seja bem forte,


Seja rico, ou seja bem pobre,
A morte quer sem acepção.
Grana nenhuma jamais pode
Comprar a morte, meu irmão.



Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 

QUEM PODE RESISTIR O CONVITE DA MORTE?

Pesquisada no Facebook 28/06/2015


Porque no ônibus a gente
Paga passagem a empresa,
A empresa não está nem aí
Com a vida desta pobreza.


Porém, cinto não vai livrar
De uma morte no acidente,
Se for o dia determinado.
Se o carro for inteligente


A morte vem em surpresa
E leva o cara numa boa,
E quem vai na frente
Escapa e o traseiro voa.


Para todos ficarem assim,
Culpando um e outros,
A morte não faz acepção,
Pra todos é de bom gosto.


Quando ela me chegar
E falar: “Mário Querino,
Eu vou te levar agora!”
Eu apenas direi: Vá indo


Que eu vou atrás amiga,
Não se preocupe não.
Mas se ela falar: “Vamos.”
Eu feliz pegarei na mão


E seguirei os seus passos.
Pra que resistir o convite,
Se de qualquer maneira
Ela levará? Ficarei triste,


Só por que a morte quer
Que eu vá junto com ela?
Não, ela quem manda,
Eu seguirei ao lado dela.


E jamais eu vou culpar
Os amigos que eu tenho.
Esperando a amiga morte
Sempre na vida eu venho.


Mário Querino – Poeta de Deus 

CIÚME É COISA DA CABEÇA

Poeta Mário Querino 28/06/2015


Às vezes eu fico triste
Pensando em você,
Meu coração chora
De dor por não te ver.


Você sai de casa sim,
Não diz pra onde vai,
Eu fico desesperado
Já querendo ir atrás.


Mas procuro conter
Meus fortes desejos,
Espero você voltar
E me dar seus beijos


E abraços também.
Você às vezes custa
De voltar pra casa,
Meu ouvido escuta


Você conversando,
É coisa da cabeça,
É um ciúme de você,
Não ligue, esqueça


De tudo, ó querida.
Porque te amo tanto
E fico pensando sim,
Você é o encanto


Que já me encantou.
Eu fico enciumado
Só quando você sai,
Por ser apaixonado.



Mário Querino – Poeta de Deus 

sábado, 27 de junho de 2015

JUIZ VAI AO SETOR DE TRABALHO DE SHORT

Pesquisada no Google 27/06/2015


Um dia fiz um comentário
Que o Juiz se apresentou
No seu setor de trabalho,
De short e o povo gostou.


Então alguém perguntou:
“Esse Juiz estava louco,
Para ir de short ao setor
Onde lida com esse gosto?”


Eu respondi: Ele é sabido,
Não é nenhum Juiz louco,
É um Juiz bem conhecido
E lida com júbilo e gosto.


Alguém indagou de novo:
“Como o Juiz vai trabalhar
De short, onde seu povo
Merece respeito? Ele está


Absolutamente fora de si.”
Respondi: Ele é inteligente
E de muita gente já ouvi
Escólios bons dessa gente.


Então alguém quis saber
Se também eu tinha visto
Algum Juiz se comparecer
De short neste Município.


Daí afirmei: Eu já vi tantos
Marcando jogo de futebol
Na TV, Internet e no Campo,
Tudo isso amigo, em prol


Do nosso essencial esporte.
Daí alguém compreendeu
Que o Juiz que lida de short
É o de futebol, e razão deu.


Mário Querino – Poeta de Deus

Poeta Mário Querino