domingo, 31 de março de 2019

MELHOR É BUSCAR GRÁTIS ENQUANTO PUDER ACHAR, DO QUE MAIS TARDE QUERER COMPRAR E NÃO PODER MAIS TÊ-LO

Poeta Mário Querino 31/03/2019



Quando remédio era grátis,
Sem preconceito fui auferir
Na entidade intitulada CAPS,
Aonde muito bem me senti.


É óbvio, ouvir muita gente
Dizer pelos cantinhos sim,
Que eu era louco e doente,
E já tomava remédio a fim


De ser controlado na Terra.
É claro, eu nunca fui besta
Pra viver neste pé de serra,
Sem vigiar a minha cabeça.


Então, quando eu percebi
Que o meu encéfalo estava
Me desorientando aqui,
Deus visitou a minha casa


E me deu a boa ideia sim.
Então, com os próprios
Pés ao CAPS me geri a fim
De fazer um bom negócio


Com Psicólogo e Psiquiatra.
Pois, sou pobre e busquei
Doutor e remédio de graça.
Claro, eu na vida enfrentei


Muitos preconceitos aqui
E aonde tinha gente sim,
Conhecida. Mas não ouvi,
E seguirei a ida até o fim.


Porque eu não sou besta
De sofrer uma loucura
E sabendo que a cabeça
Precisa de uma boa cura


Pra viver inteligente aqui,
Viver sábia no pé de serra,
E testemunhar para ti
Que Jesus ainda na Terra


Opera muitos milagres,
É só deixar o preconceito
E caçar antes de ser tarde,
Um CAPS, claro, satisfeito.


Agora, muita gente que
Zombava de mim, dizendo
Que eu tinha um viver
Louco e o mundo sabendo


Disso, claro, renegou sim.
Mas eu cônscio de tudo,
Continuei e irei até o fim
Ao CAPS. Fazendo estudo


Do intelecto que o Senhor
Deus me deu com prazer
Para viver com fé, amor,
Paz, regozijo e na vida ter


Consciência que a mente
É um órgão que precisa
De um cuidado frequente,
Durante toda esta vida


Que Deus determina aqui
Com fé no planeta Terra.
Ontem, eu já vi e ouvi
Neste amado pé de serra,


O povo reclamando sim,
De remédios caríssimos,
E reflito tintim por tintim:
Não me incomoda isso,


Porque quando era grátis,
Usaram o preconceito
E não foram ao CAPS
Procurar o melhor jeito


De se libertar da loucura.
Agora, eu já estou liberto,
Minha vida não procura
Mais remédio. Certo?


Eu que fosse besta, ouvir
Conselho preconceituoso
E vivesse sofrendo aqui
Como já vejo nosso povo,


Sem dinheiro e remédios
Caríssimos, sem ter mais
De graça. Por intermédio
Do amor à vida fui atrás


Enquanto pude encontrar,
Agora, estou liberto sim,
Sou vou ao CAPS dialogar
Com o profissional, a fim


De ele me avaliar e crer
Que eu tive a inteligência
De procurar com prazer,
Antes dessa tal doença


Tomar conta da mente
E me deixar na loucura.
Hoje em dia, tem gente
Nas clínicas, e procura


Ainda esconder a sua ida,
Besta. Não vai ao CAPS,
Contudo, vai as escondias.
Pois uma entidade grátis,


Só vai gente pobre, e acha
Que os profissionais não
São os mesmos. Graças
A Deus, que o meu coração


Tem tamanha inteligência
E profunda sabedoria
Para deixar sem a doença,
E eu viver feliz com Maria,


Alejandro, Acaz, Vanessa,
Luisiane, Brad  e o povo
Que habita neste Planeta.
Hoje, já sou homem novo.


E não preciso mais falar
Mal das autoridades, nada.
Porque nunca vou mudar,
Se não começar em casa.  


Mário Querino – Poeta de Deus

sábado, 30 de março de 2019

QUEM SEMEIA A BOA SEMENTE COLHERÁ BONS FRUTOS




Ontem, fiz um trabalho
Bom, mexi com a leira
E semeei a boa semente
De alface. A tarde inteira


Eu tive a paz no espírito.
Daí então semeei alface
Pra contemplar a beleza
E ter folhas mais fáceis.


Claro, já tem alguns pés
De alface e de hortelã
Já crescidos na leria,
Tem coentro, amanhã




Já podemos encontrar
Mais pés já nascidos,
Porque esta horta
É cuidada pelo amigo


Poeta Mário Querino.
Claro, o dia passa sim,
Veloz como o vento,
E o tempo para mim  


É curto, não faço quase
Nada, me deito 0 hora,
Às 4 horas me acordo,
E o tempo vai embora




Me deixando a desejar
Ter mais horas na vida,
Para continuar o labor
Entre amigos e amigas.


Não tem coisa melhor
Do que semear a boa
Semente nesta Terra
Pra alegrar as pessoas.


Então a vida envolvida
Na boa terra traz efeito
Bom, e claro, positivo
E nos deixa satisfeitos.



Mário Querino – Poeta de Deus

Poeta Mário Querino 30/02/2019


sexta-feira, 29 de março de 2019

SE NÃO FOR PARA FAZER A DIFERENÇA, PREFIRO MORRER DO QUE OCUPAR LUGAR EM CASA, NA IGREJA, NA EMPRESA, NA RUA OU NO MUNDO

Poeta Mário Querino 29/03/2019



Hoje parei pra refletir
E mostrar ao mundo,
O que eu observo aqui
Com o olhar profundo.


Ora, vemos e ouvimos
Candidato pregando
Um Município caindo
E já está precisando


De uma equipe nova.
Outro diz que vai sim,
Ter no Estado obras,
E que agora está ruim.


Outro ainda comenta
Que o País está falido,
Se seguir não aguenta,
Ter mudança é preciso.


Daí por maioria vence
No dia da Eleição.
É claro, fica contente
E procura uma união


Com vários partidos,
Para negociar isso
E aquilo com amigos
E aliados do Município.


Daí forma uma equipe
Para mudar tudo,
Porém, tudo fica triste,
Porque todo o estudo


Que fez para melhorar
O seu bom Município,
Chefes tomaram lugar
Sem nenhum objetivo.


E em vez de mudança
Para deixar melhor,
Acaba só na lambança,
Por que não dizer pior?


Isso sucede no Estado
Também, não adiantou
O investimento, errado
O grupo que selecionou


Para administrar sim.
E obviamente no País
Isso continua até o fim,
E o povo vive infeliz.


Não por causa do chefe,
E sim, de funcionário
Que se enaltece,
E não cumpre horário,


Não assume a obrigação,
Não respeita o líder seu,
Só quer a remuneração,
Assim refletindo fico eu.


Pois entendo de novo:
O Município, o Estado
E o País são do povo,
E povo sou eu, amados.


Então, se eu adentrar
Num setor e não fizer
O melhor ou dobrar,
Esse, lugar meu não é.


Ainda que eu vá a rua
Pegar lixo, não deixo
Ninguém superar sua
Limpeza, assim acho.


Porque eu trabalho sim,
Em favor de Pindobaçu,
Obviamente, pra mim
E também para tu.


Contudo, ainda recebo
Grana para viver bem.
Ora, digo sem segredo:
Se não superar alguém,


Eu não ficarei satisfeito.
Porque não vou passar
Vários anos e nada feito,
Apenas ocupei o lugar.


Agora, vou desafiar sim:
Até hoje, quem superou
Atuação confiada a mim?
Porque se não for


Para fazer a diferença,
Prefiro morrer e deixar
Tudo para quem pensa
Fazer o melhor no lugar.


Claro, já estou cansado,
Minha idade está sim,
Avançada, e obrigado
Ainda tintim por tintim


Na empresa Prefeitura
De Pindobaçu.
Pois faço com ternura
Algo pra mim e para tu.


Lidei 23 anos no portão
Duma entidade pública,
E nunca me atrasei não,
1 minuto. Agora, escuta:


Nunca saí antecipado
1 segundo sem alvará
Do líder, já fui mudado
De setor, mas seguirá


O labor em Pindobaçu,
Pois trabalho pra mim
E também para tu
Até chegar o meu fim.


Mário Querino – Poeta de Deus

POR QUE LIDAS COM VIGOR NO SETOR DE TRABALHO, SENDO PÚBLICO?

Poeta Mário Querino 29/03/2019



Alguém indagou assim:
“Por que avigoras tanto,
No setor de trabalho,
Se é público?” Eu canto


Sempre essa melodia:
“Trabalho para o povo,
E sou povo também.
Por isso lido com gozo


Na empresa Prefeitura.
Graças a Jesus Cristo,
Que me dá inteligência
Pra lidar no Município


Do povo, e eu sou povo
Da terra de Pindobaçu.
Ora, trabalho pra mim
E certamente para tu.


Mais uma vez agradeço
Por trabalhar pra mim,
E ainda receber grana
Para viver feliz assim.”


Claro, se invisto grana
No meu trabalho,
Já sou cônscio de tudo
Que ganho no atalho.


De fato, terei espaço
Bonito e satisfatório,
E todo o seu brilho
Fica na Terra notório.


E por ser inteligente,
Faço de tudo para ter
Um Município famoso,
E tenha o que se ver.


Por isso eu já invisto
Com prazer e gozo,
Porque a Prefeitura é
Do povo, eu sou povo


Com o privilégio sim,
De trabalhar contente
Para mim mesmo,
E ainda receber ciente.


E tudo que eu faço
É pra mim e para tu.
Então, faças o mesmo
Em prol de Pindobaçu.


Mário Querino – Poeta de Deus

PALHAÇO SAPECA VISITOU A CRECHE CARINHO DO DISTRITO DE BANANEIRAS PARA FECHAR O “PROJETO CIRCO”

Palhaço Sapeca 29/03/2019



Estamos comemorando
O Dia do Circo no país,
Sim, no cantinho baiano.
A criançada está feliz,


Ainda, a beleza do Circo
Tenha ficado diferente.
Após a Tecnologia, isto
Faz com que esta gente


Mude as técnicas e atue
Duma forma deferente.
Agora, o Circo não possui
Graça como antigamente.


Hoje em dia, a criançada
Vê tudo mais colorido,
As coisas são fechadas
E atuam sim, em vídeos...


Dificilmente o povo vê
Um Palhaço nas ruas,
Cantando com prazer
E todos na onda sua:


“O que é que a velha tem?”
E todo mundo respondia:
“Carrapato no...” Pois bem,
Isso era uma alegria


Quando chegava um Circo
E se firmava com prazer
No meu amado Distrito.
Pois todos iam percorrer


Na onda de um Palhaço:
“Pipoca, amendoim torrado,
Levei...” Hoje em dia, acho
O Circo muito distanciado.


Não era na minha infância
Deste jeito, há 47 anos.
O Circo não tem elegância
Neste cantinho baiano,


Como tinha no passado.
Porque hoje, tudo é visto
Na TV, celular e notado
Ainda neste meu Distrito


Num computador assim,
É claro, bem colorido,
Mas já é difícil para mim
Vê um Circo ao vivo.


Porém, o amigo palhaço,
Intitulado Sapeca,
Visitou o nosso espaço
E fez uma grande festa,


No Distrito de Bananeiras,
Obviamente, na Creche,
Carinho. Teve brincadeira,
Pois a criançada merece...


Mário Querino – Poeta de Deus

QUANDO A MENTE ESTIVER DESCONTROLADA, PROCURE UM BOM LUGAR PARA RELAXAR, O IDEAL É AONDE HÁ PROFISSIONAL ESPECIALIZADO QUE TENHA ÉTICA

Poeta Mário Querino 21/09/2019 (Dia da Árvore)  Quando o funcionário Psicologicamente Bem não estiver não, Não vá ao ambie...