sexta-feira, 31 de maio de 2013

HOJE MARIA FOI COROADA NO DISTRITO DE BANANEIRAS




Hoje à noite nossa Igreja
Ficou bem ornamentada,
Para receber a procissão,
Pois Maria seria coroada.





A procissão iniciou rezando
Com velas na Rua São José,
Com destino a nossa Igreja,
Obviamente com muita fé.






Maria ao ser coroada teve
O grande privilégio de ser
Louvada por adolescente
Que cantava com prazer.






No decorrer da celebração
Teve apresentações belas,
Adolescentes interpretaram
Uma canção sobre ela.





O Evangelho também foi
De fato bem interpretado.
Deu para compreender
Tudo que hoje foi narrado.






Uma adolescente vestida
Num manto azul e bonito,
Fazendo papel de Maria,
Alegrou o povo do Distrito.


Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 

ONDE FICARIA O DINHEIRO SE NÃO HOUVESSE A BOLSA FAMÍLIA?

Poeta Mário Querino 31/05/2013


Concordo com o Senhor,
Mas no tempo passado
O povo sem esta esmola
Sofria humilhação e dor


Nas unhas dos senhores
Que carregavam o poder.
Agora graças às esmolas,
Melhorou o nosso viver.


O povo do sertão sofria
Sem emprego e auxílio
Do Governo Federal,
Hoje vive mais tranquilo.


Paga um Plano de Saúde,
Compra caderno, lápis
Para seu filho escrever
E ter um bom destaque.


Hoje eu não sou doutor
Porque não tive auxílio
De Governo para pagar
Colégio, comprar livros,


Caderno, lápis e passagens
Para eu chegar à cidade.
Hoje com o auxílio já vejo
Filhos, numa Faculdade,


Técnico de Enfermagem,
Técnico de manutenção
De Computadores e mais
Cursos de capacitação.


Agora está difícil emprego
Com a evolução tecnológica,
Já existe trator que faz tudo
Com uma só pessoa na roça.


Se o povo não tivesse ajuda,
O país estaria mais pobre,
E coitado do povo nas mãos
De quem se julga tão nobre.


Se esta esmola não chegasse
As mãos da nossa população,
Onde ficaria este dinheiro?
Responda-me meu irmão.



Mário Querino – Poeta de Deus 


O POETA MÁRIO QUERINO APROVEITA O DIA QUE FOI ENFORCADO



Hoje o Poeta Mário Querino
Não quis enforcar este dia.
Então procura fazer algo útil
Com prazer, amor e alegria.


Como o jardim de sua casa
Precisava podar as plantas,
O Poeta pegou uma tesoura
E com a sua mão santa




Podou para mudar o astral.
A frente da casa do Poeta
Está realmente mais clara,
Claro, Maria José gaba esta


Ação do Poeta Mário Querino,
Que com muita precisão,
Aproveita o dia de sexta-feira
Que foi enforcado na região.




Depois que o Poeta podou
As lindas plantas do jardim,
Precisou fazer uma limpeza.
Daí varreu tintim por tintim.


Não redeu muitas ramas,
As plantas estavam baixas,
Precisavam ser podadas
Para mostrar mais graça.




Então a casa do Poeta ficou
Com outra visão brilhante,
Tudo já está mais contente,
Isso é muito importante


Para Maria José e quem ver.
Tudo bem organizado faz
Com que todos que passam
Se admirem mais e mais.




Logo após de tudo varrido
O caminhão do lixo passou,
E as ramas que o Poeta pôs
Numa sacolinha, ele levou.


Com certeza vai jogar longe
Num lugar bem adequado.
O Poeta já aproveitou bem
Este dia que foi enforcado.



Mário Querino – Poeta de Deus 


Poeta Mário Querino 

quinta-feira, 30 de maio de 2013

VOLUNTÁRIOS CAPINAM O CEMITÉRIO DO DISTRITO DE BANANEIRAS




Hoje um grupo de homens
Do Distrito de Bananeiras,
Voluntariamente capinaram
A área do Cemitério inteira.





Realmente foi um batalhão
De homens voluntários.
Estava fazendo a sua parte
O amigo Poeta Mário.





Não durou muito tempo,
Logo ficou tudo capinado.
Foi um grupo de homens
Generosos e organizados.





Esperamos na próxima vez,
Mais gente de vontade e fé
Para campinar o Cemitério
E passar pela Rua São José.



Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino 

NEVE VISITA O DISTRITO DE BANANEIRAS



Hoje a neve visitou feliz
O Distrito de Bananeiras,
Todo mundo agora diz:
“Que grande fumaceira...


Parece algo pegando fogo,
Em todo o nosso Distrito.”
Todos têm paz e gozo,
As crianças ignoram isso.





A rua do amigo Poeta
Está de fato embaçada,
A serra está bem coberta
E ninguém vê nada.


O Distrito de Bananeiras
Está realmente alvinho,
O Poeta vê a vida inteira
E escreve seus versinhos.



Mário Querino – Poeta de Deus 


Poeta Mário Querino 

quarta-feira, 29 de maio de 2013

NETINHA SENTADA NA CALÇADA



Sentada numa calçada,
Bastante feliz da vida,
A colega e conterrânea
E também boa amiga


Do Poeta Mário Querino.
Netinha é uma senhora
Que todo mundo gosta,
Trabalha feliz na Escola


Com jovens e crianças.
Isso faz bem amigos,
Ao Distrito de Bananeiras,
Que sempre tem vivido


Neste cantinho sertanejo.
Netinha está sentada feliz
E o poeta fotografou bem,
Do jeitinho que ela quis.



Mário Querino – Poeta de Deus 


Poeta Mário Querino 

O DIA DE SEXTA-FEIRA SERÁ ENFORCADO



Amanhã será feriado.
Coitada da sexta-feira!
Será um dia enforcado
Em minha região inteira.


Tenho muito sentimento
E peço ao Senhor um dia
De paz e contentamento,
Mas o povo sente alegria


Porque sexta-feira será
Enforcada nesta semana.
Como o Poeta aguentará
Esse povo que não ama


O progresso deste país?
O Poeta está pensando,
Todo mundo está feliz,
Mas não estou gostando.


Deus dá um dia de amor
Para vivermos gozando,
E agora o povo já odiou
Sem vê-lo nem chegando.


O Poeta está sentimental,
E pensa no enforcamento.
Por que faz isso o pessoal?
É lamentável o sofrimento!


Por que enforcar assim?
Por que não aplicar mais?
O que será agora de mim
Com isso que o povo faz?


Quanto dano o país sofrerá
Com o enforcamento do dia!
O povo não sabe aproveitar
O que recebe com alegria.


Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino 



O PROFISSIONAL DEVE MOSTRAR SUA COMPETÊNCIA

Poeta Mário Querino 29/05/2013


Alguém foi se consultar,
É claro, mostrar um caroço.
O Médico começou a falar:
“Não devemos fazer gosto


A nenhuma doença amigo,
Este caroço já está grosso,
Agora se acha agressivo,
Vai gastar mais um pouco...


Se o Senhor viesse mais cedo,
Não precisaria de cirurgia.”
Alguém disse: “Não faz medo,
Este é o determinado dia.”


O Médico replicou assim:
“Mas o Senhor não gastaria,
Já pagou a consulta a mim
E pagará por essa cirurgia.”


Alguém disse: “Dê graças a Deus,
 Porque se eu me consultasse
Bem mais cedo, esse caroço meu,
Talvez o Senhor não operasse,


E não ganharia o meu dinheiro.
Pois passaria um bom remédio
E eu ficaria o tempo inteiro
Curado por seu intermédio.


Agora uns exames serão feitos
E eu devo lhe pagar por isso,
Fazer a cirurgia é de direito,
Ficarei bem em nome de Cristo.


O Senhor estuda para fazer cirurgia,
Se o caroço não fosse agressivo,
O Senhor jamais me operaria
Nem seria assim tão reconhecido.”


O Médico abaixou a cabeça
E nisso começou a pensar:
“Por incrível que me pareça,
Certinho este Senhor está!”



Mário Querino – Poeta de Deus 

POESIA DEDICADA AO PÚBLICO

Poeta Mário Querino 29/05/2013


É dia de eu revelar ao Público
Palavras que estou escrevendo,
Mudar meu modo de pensar,
Isso sempre vem acontecendo.


Agora pergunto aos ledores:
Se eu parasse de redigir amigos,
Quem escreveria em meu lugar,
Para mostrar fatos ocorridos?


Assim meu admirável Público
Sentir-se-ia muito necessitado.
Se a minha decisão fosse hoje,
Seria um poeta fracassado.


Alguns dizem: “Sem poesias
A Internet fica sentimental,
Devemos ter outro poeta,
Será que acharíamos igual?”


Pensem assim meus amigos,
Lembrem-se dos importantes,
Quando conheci a Internet,
É óbvio, já existia bastante.


O Senhor vai me inspirar sim,
Não quero parar de escrever
Sendo obrigado acharei ruim,
Pois esta arte me traz prazer.



Mário Querino – Poeta de Deus 

terça-feira, 28 de maio de 2013

QUEM NÃO FOR DESTE MUNDO DÊ SEUS BENS AO BOBO

Mário Querino - Poeta de Deus 28/05/2013


Católico, evangélico e descrido
Discutiam bem sobre a religião.
Uns tinham fé e outro criticava,
Porém, era uma boa discussão.


De parte um bobo assistia tudo
Sem nada comentar sobre isso.
Essa discussão já estava intensa
E ninguém citava Jesus Cristo.


Somente falavam sobre o céu,
Curas, procedimento e uma fé
Que alguns carregam na vida,
Mas sem citar Jesus de Nazaré.


Um dizia: “Não sou do mundo.”
Outro: “Aqui não é meu lugar.”
O bobo disse: “Se não for daqui,
Dê-me o salário para eu gastar,


Porque eu sou deste mundo
E preciso ter uma boa moto,
Tenho desejo de possuir carro
E comprar tudo isso não posso.”


Um evangélico de cargo nobre,
Arregalou os olhos e respondeu:
“Você é um bobo inteligente,
E de fato é inspirado por Deus.”


Disse o bobo: “Não são daqui,
Contudo, querem ganhar bem,
Não se contentam com o pouco
E tomam cargo alheio também.


Se não fossem deste mundo,
Deixariam numa boa tudo isso
Para quem do mundo fosse,
E viveriam como Jesus Cristo,


Dividindo sempre seus bens,
E não tomariam das pessoas
Que suam tanto para ganhar.”
O bobo não falou isso à-toa,


Tudo tem a ver com o mundo.
Se não fizessem parte daqui,
Jamais lutariam para tomar
Cargo de quem pôde conseguir


Com estudo e muita luta.
Mas como são todos do mundo,
Assim como esse bobo pensa,
Vivem iludidos a cada segundo.


O bobo é um amigo sincero,
Confessou que é deste mundo
E precisa usufruir disso tudo,
Agora tenham amor profundo


E deem para o bobo seus bens.
Porque não sendo daqui,
Para que querem dinheiro,
Se do mundo nada vão usufruir?



Mário Querino – Poeta de Deus


Poeta Mário Querino