sábado, 21 de janeiro de 2012

PENSEI QUE VOCÊ NÃO MENTIA


Poeta Mário Querino 21/01/2012








O meu filho em casa chegou
Admirado por ter visto um rato
Do tamanho de um coelho,
Seu amigo tirou um barato.


Como sou pai e quis defender,
Inventei uma história melhor.
Então falei para o seu amigo
Que eu já vi rato bem maior.


Um dia eu estava descansando
E apareceu um rato disposto,
Eu falei: Maria José veja o rato!
Ela respondeu: “É um porco.”


Repliquei: Não bem, é um rato.
Então começamos a discutir,
O rato foi embora com medo
De a gente querer lhe destruir.


O amigo olhou para mim e disse:
“Eu pensei que você não mentia,
Para contar uma história desta!”
Então eu falei com muita alegria:


O tamanho quem faz é a gente,
Usando uma linguagem figurada.
Claro, Maria José viu um porco,
Eu brinquei com a minha amada,


Dizendo que o porco era um rato,
Bem Maior do que o de meu filho.
Então, tudo acabou numa boa
E cada um seguiu o seu bom trilho.


Mário Querino – Poeta de Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A PESSOA JÁ NASCE COM A INTEGRIDADE, ASSIM DIZIA A MINHA MÃE GILDETE

    Mário Querino 14/08/2020 Quando um homem é Honesto, ele já nasceu Com a sua integridade Pra ser varão de Deus.   Então, nã...