CONTEMPLANDO O CÉU AZUL


Poeta Mário Querino 06/10/2015


Sentindo a paz na vida
Entre amigos e amigas
E parentes também,
Vou vivendo no mundo
Pisando firme e fundo
Me sentindo muito bem.


Contemplo o Céu azul
Daqui de Pindobaçu,
Com o olhar profundo.
Não tiro o meu olhar,
Sempre vou observar
Com fé a cada segundo.


Mesmo eu dormindo,
Sempre estou sentindo
Um desejo profundo.
É tão grande a alegria
Que sinto neste dia
Que de lágrimas inundo


O quarto onde eu fico
Com este olhar bonito.
Alegro a cada segundo,
Pois o meu contemplar
De júbilo me faz chorar
E viver feliz no mundo.



Mário Querino – Poeta de Deus 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

DR. FELIPE PALESTROU NO COLÉGIO MUNICIPAL DO DISTRITO DE BANANEIRAS

LIVROS DOADOS POR RONIWALTER JATOBÁ CHEGARAM HOJE AO COLÉGIO DO DISTRITO DE BANANEIRAS EM PAZ