BOIADA PEQUENA PASSA PELA RUA SÃO JOSÉ

Poeta Mário Querino 16/05/2017

Eu estava no setor
Do meu trabalho,
Uma boiada passou
Na rua, seu atalho.


Não sei donde vinha,
Mas passava com fé
Devagar e sozinha
Pela Rua São José.




Brancos e pretos,
Claro, bem bonitos.
Por isso tem direito
De cruzar o Distrito.


Revela que o sertão
É um lugar tranquilo,
Bicho com satisfação
Ouvindo isso e aquilo.




No sertão é assim,
Animais entre gente,
Gente zela até o fim
Com gosto e contente.


Deus diz: “Cria animal?
Cuide bem dele.” É isto
Que faz este pessoal
Na região do Distrito.

Mário Querino – Poeta de Deus



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE