O AMOR SUPERA TUDO NA VIDA

Poeta Mário Querino 13/03/2017


Tem árvore merecedora
De crescer, crescer...
Mas alguém usa tesoura
Para contente não a ver.


A árvore insiste a crescer
E alguém poda com ira,
Porque a árvore pode ter
Boa sombra, e isso tira


A alacridade de alguém
Que somente tem ledice
Ao ver a árvore também
Humilhada e muito triste.


Um dia alguém viu sim
A árvore crescer, crescer...
E isso foi tão ruim
Pra alguém que, ao ver


Pegou um machado e foi
Derribar pelo tronco.
Alçou o machado, depois
Disse: “Agora pronto,


Extirparei de uma vez
E porei outra no lugar.”
Como a árvore sempre fez
Sombra naquele lugar,


Com mais uns anos sim,
Um broto que nasceu,
E alguém já estava ruim,
Digo, a força desapareceu.


Esse filho da boa árvore,
Cresceu, cresceu, cresceu...
Obviamente à vontade,
E sombra melhor deu.


Um dia alguém já velhinho,
Cansado, fez uma viagem.
Quando seguia o caminho
Deparou-se com a árvore


Que tinha grande sombra.
Daí contempla a estrutura,
Tira o seu chapéu e sonda
Depois diz: “Que frescura,


Dá até pra gente dormir!”
Admirado com o encontro,
Claro, começou a refletir,
Ao olhar bem viu o tronco


Já estragado pelo tempo.
Realmente, teve remorso,
E logo veio o pensamento:
“Ficar aqui jamais posso,


Porque esta árvore é filho
Daquela que eu podava
Pra lhe tirar do bom trilho,
Pois ela me incomodava


Quando eu a via crescer...
Seu filho é bem mais forte
E jamais vou lhe vencer!
Agora, qual será a sorte


Deste velho já cansado
Sem uma boa sombra ter?
Maldito aquele machado
Que fez sua mãe morrer!”


Mas o filho da árvore deu
Uma boa sombra ao cruel,
Mostrou que o amor seu,
De fato, é vindo do Céu.


Então, não impeça alguém
Crescer, crescer, crescer...
Porque um tempo vem
Que alguém livrará você.


Mário Querino – Poeta de Deus 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

SEPULTAMENTO DE GILMÁRIO (PICHOLA) FOI REALIZADO DEPOIS DAS 17 HORAS NO CEMITÉRIO DA PAZ DO DISTRITO DE BANANEIRAS

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ