POETA MÁRIO QUERINO PÕE REVESTIMENTO NO BANHEIRO DA CASA DE SEU FILHO ACA IDO

Poeta Mário Querino 06/03/2017


Agora a pouco cheguei
Da casa de Acaz Ido,
Até a noite eu trabalhei
Feliz e muito agradecido.


Após tomar um banho
E me sentar à mesa,
Apareceu algo estranho,
Assim tão de surpresa:


Enquanto eu jantava,
Surgiu um impedimento
Ao mastigar e engolir
O meu bom alimento,


E cada vez mais tranca
O importante espaço
Que tem minha garganta.
Não sei o que eu faço.


Eu preciso ir ao Médico,
Pois do nada isso nasceu.
Mas ao Senhor eu peço
Tempo para analisar eu.


Quem sabe, foi um desvio
Do alimento que comi.
Só sei dizer que surgiu
E o bolo até agora senti.


Mas se não for nada ruim
Dou graças ao Senhor,
E se for, vou fazer o quer?
Graças ao Senhor eu dou.


Pois devemos dar graças
Por tudo nesta vida,
Porque tudo isso passa,
Mas a vitória é garantida.


Mário Querino – Poeta de Deus 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE