A MINHA MÃE ME DIZIA: “A IMPACIÊNCIA É INIMIGA DA PERFEIÇÃO”

Poeta Mário Querino 03/08/2017


Certo dia eu ia num carro
E o motorista era sim
Varão que pregava justiça,
Mas fez algo muito ruim.


Durante nossa trajetória,
Iria ultrapassar na faixa,
Claro, num lugar proibido,
Quase perdemos a graça,


Mas Deus livrou do perigo.
O motorista comentou:
Eu não quero ir ainda,
Vou ganhar para o Senhor,


É óbvio, muitas almas.”
Então eu respondi assim:
Eu já estou preparado.
O motorista disse a mim:


“Mas não deves antecipar
O dia de sua morte.”
Repliquei: Todavia, é você
Quem procura a má sorte,


Eu não estou pedindo
Para morrer agora.
Você quem quer matar,
Excedendo fora de hora.


A pressa é sim inimiga
Da perfeição e você
Se tornaria imprudente,
Caso, viessem acontecer


O já esperando acidente.
O motorista disse: “Claro,
Ninguém tem paciência
Quando dirige um carro.”


Então eu lhe aconselhei:
Quando quiser comer cru,
Me deixe ficar com fome
No lugarejo de Pindobaçu.


Sou mais a morrer de fome
Do que praticar a injustiça,
Do que ter pão apressado,
Vindo do ilícito motorista.


O motorista respondeu:
“Você tem muita razão,
Eu sou agora o condutor
De vocês, ó meus irmãos.”


Daí eu respondi assim:
Nosso condutor é Cristo,
Se fosse pela sua vontade
Não teríamos saído disso.


Com certeza estaríamos
Já velados por parentes,
Conterrâneos e amigos
Que gostam da gente.


O Senhor sabe o que faz,
Prolonga a vida do Justo,
Por isso Ele nos livrou
E só tivemos um susto.


Ora, sinceramente, eu vi
Consciente tudo aquilo,
Mas deixei o motorista
Se sair bem tranquilo.


Estou pronto pra morrer
É óbvio, a qualquer hora.
Não sou besta de convidar
A cruel Morte agora.


Contudo, se ela me vier
Encararei com olhar feio,
Mesmo que ela tente
Me levar em Cristo creio.


Mário Querino – Poeta de Deus  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

LIVROS DOADOS POR RONIWALTER JATOBÁ CHEGARAM HOJE AO COLÉGIO DO DISTRITO DE BANANEIRAS EM PAZ

SEPULTAMENTO DE GILMÁRIO (PICHOLA) FOI REALIZADO DEPOIS DAS 17 HORAS NO CEMITÉRIO DA PAZ DO DISTRITO DE BANANEIRAS