QUANDO A VIDA VAI BOA O TEMPO TAMBÉM VOA

Poeta Mário Querino 15/07/2017


Eu já observando os dias,
Vejo que estou tão bem
Com a vida, com D. Maria,
Filhos, noras e neto também,


Que já percebo o tempo
Voando assim tão rápido,
Que neste bom momento
Indago-me: O que eu faço


Para eu ganhar tempo,
E realizar as boas obras
Que fazer ainda penso
E o tempo não se dobra?


Um tempo desse eu tinha
18 anos, era apaixonado
E sempre na vida eu vinha
Querendo alguém ao lado.


Então eu esperei 8 anos
Para ter D. Maria José,
Claro, no cantinho baiano,
Para viver consigo até


O Senhor Deus determinar.
É óbvio, ela me deu 2 filhos,
Os quais trouxeram a mim
Famílias repletas de brilhos,


Digo, mais 3 vidas especiais,
2 noras e um neto.
Hoje, eu já penso demais,
Não sei se eu terei sucesso


Durante todo o tempo.
Contudo, o tempo passa,
Como se fosse vento,
Agora tempo já me falta


Para concluir as obras,
Que eu estou fazendo.
Claro, o tempo não sobra
E eu continuo vivendo


Correndo como um louco
Para aproveitar o tempo,
Pois o meu tempo é pouco
E em fazer algo eu penso.


Daqui mais um tempo,
Meu tempo acabou,
Pois a qualquer momento
Já me chamará o Senhor


Para outra boa Dimensão.
Então este é o meu tempo
De edificar com satisfação
O projeto do pensamento.


Contudo, agora confesso
Que, estou tão bem
Com D. Maria, filhos, noras e neto,
Mas o tempo voa também,


E não o acompanha a vontade
Que tem meu coração
De viver a realidade,
Que o tempo não para não,


E não devo perder tempo.
55 anos já se foram sim,
Agora meu contentamento
É se dedicar tintim por tintim.

Mário Querino – Poeta de Deus





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

LIVROS DOADOS POR RONIWALTER JATOBÁ CHEGARAM HOJE AO COLÉGIO DO DISTRITO DE BANANEIRAS EM PAZ

SEPULTAMENTO DE GILMÁRIO (PICHOLA) FOI REALIZADO DEPOIS DAS 17 HORAS NO CEMITÉRIO DA PAZ DO DISTRITO DE BANANEIRAS