NA CASA DE D. MARIA JOSÉ FALTOU ÁGUA NO BANHEIRO E O POETA MÁRIO QUERINO TOMOU BANHO DE CUIA



Hoje cheguei do trabalho
E fiquei então pensando:
Sigo o meu velho atalho,
Banho de cuia tomando.


Para quem não conhece
O banho de cuia citado,
É o banho que carece
Se jogar água sentado.


Enche um balde de água
E se joga no corpo
Com a vasilha adequada,
Claro, de pouco a pouco.


Nossa região que era sim
Tão rica de água boa,
Agora já está a mais ruim,
Por isso clama as pessoas.


A Barragem do Rio Aipim
Tem condição de mandar
Água, tintim por tintim
Para o nosso bom lugar.


Eu não sou Engenheiro,
Mas fazendo uma caixa
Teremos o tempo inteiro
Água com júbilo e graça.


É claro, a água viria sim
Para aqui por gravidade,
Da Barragem do Rio Aipim
Basta ter a boa vontade


Para o Município fazer
Essa grande obra boa
Para então abastecer
As casas destas pessoas.


Mas enquanto não há...
Digo feliz: Glória e aleluia,
Pois ainda posso tomar
O meu banhinho de cuia.


Mário Querino – Poeta de Deus 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE