POR VOCÊ, ANDEI SEM DESTINO

Poeta Mário Querino 10/07/2015

Por você, procurei Psicóloga,
Por você, procurei Psiquiatra,
Por você, minhas ideias inovam,
Por você, eu perdi a graça.


Por você, fiquei muito louco,
Por você, mudei o pensamento,
Por você, perdi o meu gosto,
Por você, veio meu sofrimento.


Por você, fiquei na prisão,
Por você, levei bofetadas,
Por você perdi a direção,
Por você, hoje não sou nada.


Por você, andei sem destino,
Por você, passei fome e frio,
Por você, não vivo sorrindo,
Por você, perdi o meu brio.


Por você, dormi nas calçadas,
Por você, fui um jovem de rua,
Por você, não liguei pra nada,
Por você, perdi o brilho da lua.


Por você, o sol me escureceu,
Por você, andei descalço,
Por você, não perdi a fé em Deus,
Por você, não perdi meu espaço.


Por você, não vou morrer,
Por você, não fico desesperado,
Por você, não vou enlouquecer.
Por ela, tenho um bom agrado,


Por ela, sempre choro de alegria,
Por ela, sou um desesperado,
Por ela, escrevo poesias,
Por ela, passo a noite acordado.


Por ela, subo e desço numa boa,
Por ela, perco o meu tempo,
Por ela, deixei de viver à-toa,
E com ela, não tenho sofrimento.



Mário Querino – Poeta de Deus   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE