SEM VONTADE DE SAIR

Distrito de Bananeiras 14/07/2015


Da porta de casa vejo
A praça do meu Distrito,
Sinto alegria e desejo
De continuar vendo isto.


Defronte está a Igreja
No meio da praça,
O meu coração almeja
Contemplar com graça.


Há canteiros de plantas  
Que chama a atenção,
Tudo isso me encanta
E alegra o meu coração.


O Distrito de Bananeiras,
Lugarejo onde eu nasci,
E passo a vida inteira
Sem a vontade de sair.



Mário Querino – Poeta de Deus

Poeta Mário Querino  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE