QUEM NÃO RECONHECER NÃO SERÁ RECONHECIDO

Poeta Mário Querino 22/07/2015


Alguém nasceu num Distrito,
Cresceu e tornou-se adulto,
Depois foi para uma cidade,
Lidou e conseguiu recursos.


Daí voltou ao seu Distrito
Pra rever parentes e amigos.
Ao chegar deu uma volta,
Claro, feliz e bem-sucedido.


Ao encontrar um amigo
Do tempo da juventude,
Dialogou normal e falou
Com diferente atitude:


“Você é filho de quem?”
O amigo respondeu assim:
“Do seu tio fulano de tal.”
Alguém disse: “Lembra de mim?”


O amigo olhou para alguém
E respondeu fingindo: “Não!”
Alguém disse: “Não, primo?”
O amigo falou: “Não vejo razão


Para de você eu lembrar.
Se você não me reconhece primo,
Como vou reconhecer você?"
Daí se despediu e saiu rindo.



Mário Querino – Poeta de Deus  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE