CAVALO DADO NÃO SE OLHA PARA OS DENTES, ASSIM TAMBÉM DIZIA A MINHA MÃE





Era um casal que vivia
Sem teto e sem nada.
Como Deus é Pai bom,
Lhe deu uma boa casa.


O casal não entendeu
Que a dádiva faria bem.
E começou a idealizar
Defeitos que não tem.


Como o Diabo não quer
Ver nenhum casal feliz,
Aumentou seu repúdio
E para o casal assim diz:


“Esta casa não está boa,
Vocês merecem outra
Melhor, pois esta está
Com pingadeira louca.”


O casal sem conhecer
O amor de Jesus Cristo,
Acreditou na conversa
Que o Diabo tem dito.


Se apareceu esse mal
No casal, mas não havia
Na casa bonita, segura
E boa. Então lhe dizia


Um velho sábio da vida:
“Eu entrei ainda ontem
Na sua boa e bonita casa.
Eu vivo debaixo da ponte


E lembrei-me do adágio
Que ouvia antigamente:
“Cavalo dado, não
Se olha para os dentes.”


Quantos neste mundo
Queriam sim uma casa
Com esta boa armação,
E sua esperança nada...


Para lhe fazer bem feliz?
Agora este bom casal,
Recebe uma casa desta,
De graça do Pai Celestial


Que abençoa todo dia,
E vive ideando defeitos.
Tenham o bom gosto,
Deus lhe deu satisfeito.


Certamente quando
Forem nela morar sim,
A sua visão será outra,
Nada irão achar ruim.”


Agora, só basta o casal
Refletir nestas palavras
De quem vive debaixo
Da ponte, e não tem casa.

Mário Querino – Poeta de Deus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE