VALE MAIS O SABER DO QUE O ABUSO DO PODER




Numa boa cidade havia
Três senhores que então,
Queriam pleitear um dia
Uma importante eleição.


Ora, todos com o direito,
Mas o espaço só cabia
Dois, então, de que jeito
Extinto um deles seria?


E como tirar um desses,
Para que ele não ficasse
Achando que é interesse,
Se tornando o descarte?


Ali tinha um pobre sábio
Que observava isso tudo.
Daí, ele pensou em algo
E fez o seu rápido estudo


Para resolver o problema.
Então chamou alguém
E com esperteza acena
De forma que faria bem.


Alguém entendeu tudo
E colocou em prática.
E o de pouco estudo
Perdeu a sua boa graça.


Qual foi a ideia do sábio?
Como eram três favoritos
E um seria descartado,
O sábio esperto fez isso:


Colocou o nome nos três
Bilhetinhos, o que saísse,
Seria ele de primeira vez,
E assim não ficaria triste.


Você pode até perguntar:
“E os outros dois...?”
É óbvio, fora foram jogar,
E quem procurará depois,


Esses bilhetinhos assim,
Numa lata cheia de lixo?
Mas tintim por tintim,
Será revelado tudo isso.


Porque para Deus não há
Ocultismo debaixo do sol.
Podemos até enganar
Visando o melhor em prol


De alguém, mais um dia
Tudo será sim revelado,
Sem tirar a nossa alegria,
Porque tudo é passado.


Então, mais vale o saber
Do que o abuso
Que alguém tem no poder.
O sábio observa tudo,


E para tudo dá um jeito,
Ainda sem ele lucrar nada,
Resolve feliz e satisfeito,
Tudo em poucas palavras.

Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 26/03/2018


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE