NÃO DESVIE O ATALHO A FIM DE UMA CARONA

Poeta Mário Querino 16/03/2018



Eu já estava com plano
De ir à cidade do oeste,
Fica no cantinho baiano.
Um amigo ia à do leste.


Estava à beira da pista
E ele induziu para eu ir
Consigo, e a mente fica
Pensando nisso aqui.


Foi bom eu não ter ido
Para a cidade do leste,
Porque o meu sentido
Era a cidade do oeste.


Então fiz uma pergunta
Que só achei a resposta
Na Bíblia. Agora assunta,
Falarei o que você gosta.


Quando eu abri a Bíblia
Claro, no livro de Jonas. (Jn 1.1-17)
Fiquei feliz da vida,
Mas tem quem zomba.


Esta é uma realidade,
Deus mandou o profeta
Pregoar numa cidade,
Com razão ele sai desta


Obrigação, por medo,
Pois ele já conhecia
A cidade. O segredo
Deus é quem bem sabia.


Então eu disse ao amigo
Que não sairia do atalho,
Senão seria engolido
Como Jonas. É trabalho


Meu na cidade do oeste.
Porém, o amigo disse:
“Mas na cidade do leste
Esse trabalho existe.”


Contudo, não me aderi
Ao conselho do amigo,
Porque sempre seguir
Meus planos escolhidos.


E não é por uma carona
Que eu farei como fez
O nosso profeta Jonas,
Que por sua vez


Teve medo do povo
Daquela grande cidade,
Ainda Deus dando gozo,
Ele fugiu da realidade.


Quer dizer, tentou fugir.
Mas se Deus quer deixe
Ele fazer o melhor para ti,
Ainda no ventre do peixe,


Numa cova de leões (Dn 6.1-28)
Ou na fornalha de fogo. (Dn 3.1-30)
Existem várias razões
Para ter medo o povo.

Deus disse: Não mandei?
“Sê forte e corajoso...” (Js 1.1-9)
Por isso não deixarei
O atalho por outro novo.

Mário Querino – Poeta de Deus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE