SE PRECISO SER CONTROLADO, COMO PODEREI CONTROLAR A VIDA DOS OUTROS?




Eu pensei que pudesse
Mudar essa ideologia
Do povo que convive
Feliz e alegre todo dia


Neste meu pé de serra.
Já enlouqueci uma vez,
E nenhum resultado vi.
O Senhor em mim fez


A restauração perfeita,
Para eu viver melhor.
Mas de novo busquei
Ter sim ao meu redor...


Porém, já percebendo
Que terei a depressão
E não conseguirei fazer
O gosto da população.


Hoje, deitado na cama,
Contemplando o teto,
Pensei em coisas boas,
E vejo que isso é certo.


Claro, vou viver assim,
Fazendo o que eu gosto.
Pois fazer todos felizes
Neste Planeta não posso.


E por que já cansado
Da idade e do labor,
Eu vou me preocupar,
Se isto cabe ao Senhor?


Se já sou controlado,
Como vou controlar
A vida de todo mundo
Que assim quer andar


E se acha bem melhor?
Estou fazendo papel
De besta nesta Terra,
Vou ficar mais tabaréu


Com ideias do passado,
Proibindo isso e aquilo,
Sofrendo pelos outros
E os outros tranquilos.


Deus, não seria melhor
Eu me aquietar aqui?
Viver o resto do tempo
Calmo e sem me afligir?


Quando moço enlouqueci
Diante de uma pressão,
Agora, que já sou velho,
Vou mudar essa opinião?


De fato, ficarei de novo
Enlouquecido na Terra,
E a situação será pior
Neste bom pé de serra.   


 Claro, eu quero viver
Apreciando o Céu azul,
Dando a paz do Senhor
A todos de Pindobaçu.


Vou fazer as atividades
Com amor e por amor,
Vou acessar a Internet
No celular e computador.


Quero ficar à vontade
Com o celular que é
Divertimento para mim
E para D. Maria José.


Os nossos filhos já estão
Criados e bem educados.
Nada podemos fazer...
Somos velhos fatigados.


Esperando Deus chamar
E darmos adeus à Terra
Pois nunca mais veremos
Nosso amado pé de serra.

Mário Querino – Poeta de Deus

Poeta Mário Querino 26/03/2018


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE