JÁ PAGOU O GOTAS DO ZECA?



Eu precisei do Gotas do Zeca,
Para aliviar a minha situação.
Agora, D. Maria José faz esta
Sua impertinente indagação:


“Ô Seu Mário Querino,
Já pagaste o Gotas do Zeca?
Disso não gosta o Pai Divino,
O senhor faça a coisa certa.


Pois o Gotas do Zeca é bom,
E merece pagamento justo.”
Então eu disse: Baixa o tom,
Senão, o meu bom público


Vai ver o meu nome sujo,
E assim, é melhor morrer,
Porque acho um absurdo
O meu nome na rua viver


Com o mal procedimento.
O Gotas do Zeca faz bem,
Tenho este conhecimento,
Porém, muito tempo tem


Para pagar o Gotas do Zeca.
Vai Receber a grana minha
No prazo e na hora certa,
Nossa concidadã Netinha.


O Gotas do Zeca vou pagar,
Ó D. Maria José!
Não precisa se preocupar,
O problema já sei qual é.


A senhora vê que o banco
Está totalmente quebrado,
E vou gastar outro tanto,
Em Município distanciado?


Então, ó D. Maria José,
Não fique aí preocupada,
Porque o Gotas do Zeca é
Muito bom aqui em casa.


Já notifiquei à D. Netinha,
Que eu vou pagar sim,
Ela crê na palavra minha,
Tintim por tintim.


O Gotas do Zeca, só faz
O bem, e D. Maria José
Se preocupa demais.
Eu digo com muita fé:


Para tudo há um ensejo,
Por que ficarei estressado,
Se o Gotas do Zeca eu bebo
E fico totalmente aliviado?


Mário Querino – Poeta de Deus 

Poeta Mário Querino 21/02/2018
  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE