VIM DO PÓ E VOLTAREI AO PÓ SEM NENHUMA LUZ?

Poeta Mário Querino 17/02/2018


Hoje é sábado, é um dia
Em que Deus permitirá,
Meu cunhado ser velado,
E depois o povo sepultar.


O Senhor faz a sua obra,
Sem solicitar orientação
Ao homem, pois Ele faz
Com amor e perfeição.


Basta o homem perceber
Que ele nasceu, cresceu
E aprende muitas coisas,
Porém, o Metre é Deus.


Se o homem tender sim,
Para fazer o mal,
Deus deixa com alvedrio,
Não se intromete, o irreal


É vindo de sua natureza.
Deus dá o entendimento,
O homem faz quase tudo,
Só não usa o pensamento


Para perceber que perde
A sua saúde por dinheiro,
E depois gasta tentando
Durante o tempo inteiro


Recuperá-la sendo tarde
Demais. Então olhei sim,
Para o teto de sua casa
E disse: Coitado de mim,


O que serei hoje na terra?
Nasci do pó e sobre o pó
Eu lutei feito um lunático,
Agora eu estou aqui só


Esperando eu voltar ao pó,
E o que eu então levarei
Comigo neste dia? O que
Eu fiz? O que eu auferirei,


Se agora já voltarei ao pó?
Eu precisaria entender
Que não seria na Terra
Um eterno. Mas quis fazer


O que a minha cabeça
Pensava ou imaginava.
Hoje, eu estou vendo sim
Que agora não sou nada,


Serei apenas pó, como pó
Eu já fui. De que valeu
Todo o meu orgulho aqui,
Pisando nos irmãos meus,


Como se realmente fosse
Aqui o tal ou o melhor,
O mais sábio e poderoso,
E agora eu voltarei ao pó,


O que eu fiz para alcançar
O que Jesus nos prometeu?
Será que quando eu for
A porta será aberta por Deus,


Para eu então entrar e ficar
No seu Reino com Jesus?
Então, vim do pó e voltarei
Ao pó sem nenhuma luz?


Hoje, preciso entender que,
Não sou eterno na Terra,
Vou voltar ao pó, pois de lá
Eu vim. E neste pé de serra


Me sepultarão se o Senhor
Assim quiser, mas espero,
Esse grande dia em que
Deus me chamar. Eu quero


Deixar meu nome gravado
Na tábua do coração sim,
De todos que conhecerem
O Poeta, tintim por tintim


Nas páginas da Internet,
Ou então pessoalmente.
Por isso eu os considero
Também como boa gente


Que nasceu, vive e voltará
Ao pó e o espírito a Deus,
Para Ele pôr aonde quiser.
Assim, hoje, feliz penso eu,


Vim do pó sem ter nada
E voltarei ao pó vazio,
E tudo que eu aqui fizer
Será de obrigação e o brio


Que eu possa encontrar
Na minha vida terrena,
Não é para ser o melhor,
Isto meu coração entenda.


Mário Querino – Poeta de Deus   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE