JÁ TERMINOU A BATALHA?

Poeta Mário Querino 08/02/2018


Alguém indagou assim:
“Já terminou a batalha?”
Claro, respondi com fé
Sem nenhuma atrapalha:


Comecei quando nasci
E só paro quando morrer
O meu corpo no Planeta,
Para outra vida receber.


Se eu continuar valente
E assim corajoso na vida
Que estou vivendo aqui,
Minha vitória é garantida.


Mas se eu me acovardar,
A minha derrota é certa.
Então tenho duas opções,
Devo preferir uma dessas.


Mas para eu ter a vitória,
Preciso ser muito valente,
Lutar sem nenhum temor,
E sim, olhando para frente.


Senão serei um derrotado
E jamais irei alcançar sim,
O galardão que me espera
Vencer tintim por tintim.


Sei que a batalha é árdua,
Por isso devo me policiar.
Senão, qualquer deslize
O Inimigo me derrubará.


Contudo, tenho um braço
Muito poderoso que dá
Para mim a sustentação,
E o Inimigo vou esmagar.


Basta eu ser forte, corajoso
E perseverar até o fim
Lutando sem perder a fé
Que Deus nota em mim.


Mário Querino – Poeta de Deus     

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE