QUAL É O MAIS CERTO? É VIVENDO E APRENDENDO OU É MORRENDO QUE SE APRENDE?

Poeta Mário Querino 26/02/2018


Eu gosto de ideias novas,
Porque me traz resultado,
E sobre isso tenho provas
Do que já vivi no passado.


Minha mãe ao observar
Algo que lhe desse lição,
Ela gostava de comentar
Neste cantinho do sertão.


Então ela sempre dizia:
“É vivendo e aprendendo.”
Ora, isso também eu dizia
E ainda venho dizendo.


Contudo, eu já aprendi
A querer mudar o ditado.
Então depois de refletir
Adágios dos antepassados,


Agora eu digo algo novo:
“É morrendo que se aprende.”
Porque havia entre o povo
Tudo isso que se entende:


Um senhor precisou morrer
Para o adágio ser criado.
Não tinha vela, o quer fazer?
Um conterrâneo apressado


Foi ao fogão e pegou brasa,
Botou na mão do senhor
Que morria naquela casa.
Daí ele sentindo muita dor


Disse: “É morrendo e aprendendo.”
Gostei desse adágio e vou
Viver sempre lhe dizendo,
Como disse o amigo senhor.


Mário Querino – Poeta de Deus 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

ADOLESCÊNCIA DE MARIA JOSÉ

DIA MUNDIAL DA SAÚDE