APOSENTADORIA SEM IDADE, SEM TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO E SEM MAL DIAGNOSTICADO É CORRUPÇÃO

Poeta Mário Querino 13/02/2018


Numa pequena cidade
Havia um senhor feliz,
Ainda com a sua idade
Já avançada nesse país,


Trabalhava com vigor.
E tudo que ele fazia,
Era em nome do Senhor
Que lhe dava sabedoria.


E por onde ele passava
Tudo era bem-sucedido,
Até seu chefe ciumava
Por vê-lo tão agradecido.


Era um varão abençoado,
A ponto do povo gostar
De seu trabalho realizado
Naquele pequeno lugar.


Certa ocasião seu chefe
Percebeu o seu labor,
E comentou: “Já merece
Deixar o seu bom setor,


Se aposentar para ficar
Mais uma vaga aberta.
Seu chefe queria revelar
A sua boa obra, na certa,


Porque causava inveja.
O senhor não tinha idade
De se aposentar, entrega
Sua vida à comunidade


Para fazer o melhor sim.
Por isso seu chefe queria
Que o senhor ficasse ruim
Para obter aposentadoria.


Mas o senhor, não queria
Ser um aposentado fora
Do seu tempo, pois dizia:
“Não quero ganhar agora


Um dinheiro sem suar.
Não tenho ainda a idade
Nem o meu tempo dar
Para fazer contabilidade


Dos anos que tenho sim
Trabalhado na empresa.
Não estou doente e ruim
Nesta terrinha sertaneja.


Acho que seja corrupção,
Ser homem aposentado
Sem findar a contribuição
E sem mal diagnosticado.


Mas o desejo de seu chefe
Não era porque o servidor
Carecia descansar. Parece
Que era porque seu labor


Chamava muito a atenção,
Tudo isso lhe incomodava,
E lhe tirando da função,
Pasmaria, assim ele achava.



Mário Querino – Poeta de Deus 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÁRTIR TIRADENTES

LIVROS DOADOS POR RONIWALTER JATOBÁ CHEGARAM HOJE AO COLÉGIO DO DISTRITO DE BANANEIRAS EM PAZ

SEPULTAMENTO DE GILMÁRIO (PICHOLA) FOI REALIZADO DEPOIS DAS 17 HORAS NO CEMITÉRIO DA PAZ DO DISTRITO DE BANANEIRAS